Torcedor encara o Ramalhão

0
115

O atacante Ronaldo, do Ituano, viverá situação inusitada
amanhã, às 10h, quando vai encarar o Santo André na estreia das
equipes no Campeonato Paulista. Morador do Parque Capuava, na
adolescência ele torcia pelo Ramalhão e agora vai reencontrar
as arquibancadas do Bruno Daniel, estádio onde estava habituado
a frequentar, mas porquê apoiador.

“Fazia segmento de uma das torcidas do Santo André (Fúria
Andreense), até tocava na bateria, ia em todos os jogos no
Bruno Daniel e em alguns fora. Estive no primeiro confronto da
final da Despensa do Brasil (de 2004, contra o Flamengo, no Parque
Antárctica, hoje Allianz Parque), mas já estava na base do
Corinthians e não consegui ir na volta, no Maracanã”, relembrou
Ronaldo, 25 anos.

Esta será a primeira vez que o atacante irá atuar contra seu
time de coração e assume que a sensação será dissemelhante. “Vai
ser estranho, minha família ainda mora no Capuava e deve ir ao
jogo. Mas sou profissional e hoje defendo o Ituano”, explicou o
atacante, que mesmo distante acompanha as notícias relacionadas
ao Santo André.

Depois de ser lapidado na base do Corinthians, Ronaldo se
profissionalizou na Portuguesa, passou pelo Guarani,
Joinville-SC e Yokohama (Japão), antes de chegar ao Ituano, em
2015, onde foi vice-artilheiro da Despensa do Brasil, com seis
gols. No mesmo ano foi emprestado ao Botafogo e fez o tento que
garantiu o chegada do time carioca na Série B do Brasiliano.
Mesmo com o bom currículo, nunca teve espaço no Santo André.

“Realmente não houve nenhuma oportunidade de atuar no time da
minha cidade”, ressalta Ronaldo, que teve o nome na lista de
reforços do Ramalhão para 2017, mas as negociações não
evoluíram. “Não chegou zero solene, mas ouvi que o Santo André
tinha interesse em me contratar. Tenho vínculo até dezembro com
o Ituano e isso certamente dificultaria a transação. Ainda
tenho a expectativa de atuar no Ramalhão”, assumiu o atacante.

No Ituano, Ronaldo trava peleja possante com o experiente Nena,
ex-Brasil de Pelotas e São Bernardo, pela condição de titular,
mas deve ser o escolhido do técnico Tarcísio Pugliese para
iniciar jogando amanhã. O atacante sabe que terá jogo duro pela
frente, mas espera começar o Paulistão com vitória, mesmo no
Bruno Daniel.

“Nossa equipe está muito muito preparada e temos o diferencial de
estarmos entrosados, já que a base é a mesma do ano pretérito,
chegaram poucos jogadores. Temos de usar essa vantagem a nosso
obséquio para fazer um bom jogo contra o Santo André e, mesmo fora
de morada, conseguir a vitória”, finalizou Ronaldo.  

Torcedor encara o Ramalhão
Avalie esta notícia