Uma lição de cidadania na Vila Palmares

0
249

“Belo o trabalho de graduação da Sarah Oliveira Fernandes sobre
a luta dos Palmares. Esse trabalho precisa ser divulgado porque
registra um momento importante na história de Santo André: a
luta pela conquista da lar própria e pelo recta à cidade.
Vou sugerir que à comissão do 14º Congresso de História do
Grande ABC, Rio Grande da Serra 2017, inclua essa resguardo no
programa.”

Alexandre Takara

Hoje quem escreve Memória é o professor Alexandre Takara. Ele
apresenta o trabalho acadêmico sobre a Vila Palmares, de Sarah
Oliveira Fernandes. A resguardo do trabalho foi realizada em 18 de
fevereiro, um sábado à noite, na Matriz de Vila Palmares, com
carteira examinadora coordenada pela professora Simone Scifone e
composta pela professora Isabel Álvares e pelo próprio
professor Takara.

Da subcidadania à conquista da lar própria

Texto: Alexandre Takara

O Quilombo dos Palmares viveu um dia inédito na história do
Grande ABC. Sarah Oliveira Fernandes, aluna de Geografia da
USP, defendeu seu trabalho de graduação individual, subordinado
ao tema A Luta dos Palmares: da Subcidadania à Conquista da
Morada Própria, perante os próprios protagonistas da história.

O cenário hospitaleiro quebrou o paisagem formal se tivesse sido
realizado na USP. A conquista de lar própria tem um sentido
mais extenso: a conquista do recta à cidade. Conseguem através
da organização do trabalho. O prelado dom Marcos de Oliveira
designa o padre Rubens Chasseraux, recém-ordenado, para assumir
a paróquia. Ele é figura fundamental para o processo de
urbanização.

Havia muita solidariedade porque todos se conheciam e
enfrentavam problemas comuns. Era preciso organizar essa
vontade coletiva de servir na forma de mutirão. Formou-se grupo
de ‘seminaristas’ responsáveis para levar mensagens de
resistência para combater as desigualdades sociais. A Igreja
Católica foi fundamental nessas conquistas. Moradores e padres
adotam a Teologia da Libertação e se organizam em Comunidades
Eclesiais de Base.

Famosas as marchas até a Prefeitura para reivindicar melhorias.
Se ela cobrava impostos, zero mais justo do que exigir
benfeitorias. Assim, conseguiram robustez elétrica, iluminação
pública, água encanada, rede de esgoto, transporte coletivo.
‘Organização’ foi o fundamento do sucesso da comunidade.

Diário há 30 anos

Terça-feira, 3 de março de 1987 – ano 29, edição 6381

Vernáculo – Pode faltar combustível em cinco Estados.

Em 4 de março de…

1917 – A guerra. Do noticiário do Estadão: o ‘Drina’ posto a
pique. Vapor inglês torpedeado por um submarino alemão entre
Lisboa e Liverpool.

Santos do Dia

Casimiro (Cracóvia 1458 – Polônia 1484) é considerado o
primeiro santo jovem leigo da Era Moderna.

Arcádio

Eugênio

João Antonio Farina

Município Paulista

Hoje é o aniversário de Queluz, no Vale do Paraíba. Saliente a
município em 4 de março de 1842, quando se separa de Areias.

Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 4 de março:

Na Bahia, Pindobaçu.

No Mato Grosso, Santa Terezinha.

Manancial: IBGE.

Nas Ondas do Rádio

Rádio ABC AM (1570) – Causas Nobres. Ao vivo, no estúdio,
entrevista com Nelson Pedroso, representante da AGDS
(Associação Global de Desenvolvimento Sustentado), de São
Bernardo. Produção: Luiz Carlos Gimenes; apresentação: Antonio
Dalto. Hoje, às 10h.

Rádio Trianon AM (740); Universal de Santos (810) – Quinta
Avenida. Edição peculiar com o cantor e pianista brasílio
Dick Farney. Gravações com sua big band e em curso solo,
interpretando temas brasileiros e norte-americanos.

Produção e apresentação: Ronaldo Benvenga. Hoje, às 19h. Pela
internet: radiotrianon.com.br;

quintaavenida.mus.br e Scala 99 – grandeabcwebradio.com

Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. Hoje, às 23h
(ou logo após o futebol), com reprise amanhã, às 5h.

Rádio ABC AM (1570) – Portugal Trilha Novidade. Mais de meio século
no ar (1966-2017). As mais belas canções portuguesas, por
intérpretes de Portugal e do Brasil. E mais: notícias, futebol,
histórias, memória.

Produção e apresentação: Varela Leal, com Mimi Varela e
Idalecio de Souza. Amanhã, do meio-dia às 14h.

Uma lição de cidadania na Vila Palmares
Avalie esta notícia