Unidade voltada para restauração será entregue em janeiro de 2018

0
171

Paralisadas desde setembro de 2016, as obras do CER (Meio
Especializado em Reabilitação), no bairro Campestre, em Santo
André, serão retomadas no próximo mês. A novidade previsão do
governo é que o equipamento seja franco à população em janeiro
de 2018. Esse é o terceiro prazo de entrega oferecido pela
Prefeitura. As obras do CER, que atenderá pessoas com
deficiências física, auditiva, visual e intelectual, foram
iniciadas em fevereiro de 2015 pela administração anterior e a
conclusão era prevista para um ano depois. Já a atual gestão,
em reportagem publicada pelo Diário em março
deste ano, havia pronunciado que o funcionamento teria início no
segundo semestre deste ano.

Segundo o prefeito Paulo Serra (PSDB), que vistoriou o sítio
ontem, a retomada do trabalho depende da quitação de dívida –
no valor de R$ 500 milénio – herdada do governo pretérito com a
empresa Faconstru Construção, Sinalização, Administração e
Participações. A proposta oferecida à construtora é que 50%
sejam pagos agora e, o restante, em 120 dias. “Isso é muito pé no
chão, de tratado com a condição financeira da Prefeitura, que
não é a melhor”, falou.

A construção está orçada em R$ 6,1 milhões, sendo R$ 5,2
milhões do governo federalista. Para equipar a unidade, o Executivo
andreense investirá R$ 500 milénio. O custeio mensal recontará com R$
500 milénio do Ministério da Saúde e R$ 100 milénio dos cofres
municipais. A capacidade totalidade prevista é de 8.600 atendimentos
por mês, podendo aumentar caso haja pactuação com outras
cidades para facilitar a demanda do Grande ABC.

PROJETO

No terreno que homiziará o CER, a Prefeitura tem a teoria de
erigir sede para a UBS (Unidade Básica de Saúde) Campestre,
hoje instalada em prédio alugado na Rua Simão Jorge, situação
que consome, mensalmente, R$ 5.800.

Para isso, o prefeito avalia a possibilidade de vender a área
virente localizada ao fundo do equipamento, onde não houve
construção para, com o valor arrecadado, erguer a UBS. “Aí, a
gente acaba criando espécie de multíplice de Saúde na região”,
projetou.  

Unidade voltada para restauração será entregue em janeiro de 2018
Avalie esta notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here