USFs abandonadas geram transtornos para moradores de Santo André

0
105

O que era para ser solução para os moradores dos bairros Jardim
Irene e Sítio dos Vianas, em Santo André, transformou-se em
motivo de dor de cabeça para quem vive ali. Isso porque, obras
para construção de duas USFs (Unidades de Saúde da Família) nas
áreas estão em totalidade estado de desleixo. Sem qualquer controle
por secção da Prefeitura, ambas tornaram-se palco de vandalismo,
o que tem causado insegurança para a população vizinha.

Iniciadas ainda na gestão do ex-prefeito Aidan Ravin (PSB), as
intervenções seguem no aguardo de definição, por secção do novo
governo, chefiado pelo prefeito Paulo Serra (PSDB), sobre o
porvir de suas construções.

O caso mais multíplice encontra-se na USF Sítio dos Vianas. O
espaço, que chegou ser finalizado ainda na gestão do
ex-prefeito Aidan Ravin, nunca chegou a ser ingénuo à população.
A justificativa dada pelo Paço é a de que não há condições de
operar uma unidade de Saúde no sítio, por questões de
acessibilidade e sanitárias.

“Uma vez que eles podem gastar uma riqueza para uma coisa que a gente
tanto precisa e deixar o equipamento chegar nesse estado
deplorável? É difícil de entender”, relata a dona de vivenda Ruth
Tomaz, 33 anos, vizinha da área abandonada.

O sítio, que logo após ser finalizado teve equipamentos
roubados, segundo moradores, tornou-se área de descarte
irregular de lixo. O prédio todo pichado dá sinais de falta de
manutenção. Sem qualquer segurança na área, o ponto tem sido
utilizado por jovens para consumo de entorpecentes. “É todo dia
um grupo novo usando drogas”, desabafa uma moradora, que não
quis se identificar.

O Ministério Público chegou a formalizar ofício à Prefeitura de
Santo André, na gestão passada, para que fossem adotadas
providências necessárias em relação à guardação do espaço.
Procurado pelo Diário, o órgão não se manifestou sobre o caso
até o fechamento desta edição. A estimativa é de que a obra
tenha recebido investimento de R$ 1 milhão na construção,
custeada essencialmente com recursos do Tesouro da cidade.

De convénio com a atual administração, as condições não
obséquioáveis do espaço para receber atendimentos de um
equipamento de Saúde fez com que o governo iniciasse um debate
junto à comunidade para destinar o prédio para acoitar novo
serviço público. Para isso, a Prefeitura fará “uma consulta à
população do entorno e região para definir projeto de convénio
com a disponibilidade orçamentária e expectativa dos moradores
do bairro”. Em sondagens preliminares apareceram sugestões porquê
Núcleo Cultural ou unidade de capacitação profissional para
jovens e adultos. Não há previsão para definição do tema.

Com dispêndio estimado em R$ 1,5 milhão, a construção da USF Jardim
Irene, também localizada em área carente do município, é outra
que está completamente abandonada.

Com previsão de término para maio de 2015, o equipamento teve
as obras paralisadas no ano pretérito. A expectativa era a de que
a unidade contasse com três equipes, cada uma responsável por
atender, no máximo, 4.000 pessoas.

“Já estava com ritmo lento. Agora, desde quando eles pararam,
que não tenho mais esperança mesmo de ela permanecer pronta”,
desabafa o pedreiro Roberval Nunes, 47.

A construção, que teve seu esqueleto finalizado e estava na
dependência somente da conclusão do aprimoramento, tem causado
transtornos para os moradores.

“Eles colocaram esse tapume, mas muita gente invade a obra. De
noite preciso vincular para meu marido me pegar no ponto por susto
de alguém estar escondido”, afirma a operadora de caixa Renata
Albuquerque Dias, 26.

A Prefeitura confirmou a paralisação da obra, sem especificar o
motivo, e informou que desde o início do atual governo “foi
criada uma comissão, responsável pela revisão dos contratos do
Executivo, para diagnóstico das obras paradas e as providências
necessárias para a retomada das mesmas”. No entanto, não foi
oferecido prazo para retomada da construção da USF Jardim Irene.

 

USFs abandonadas geram transtornos para moradores de Santo André
Avalie esta notícia