Vencemos Juntos e Perdemos Juntos – Não Sinto que foi Culpa de Alguém, Somos uma Equipe.

Vencemos Juntos e Perdemos Juntos: O Piloto de Formula 1, o Britânico e Atual Líder do campeonato de Pilotos, Lewis Hamilton explicou a estratégia da Equipe Mercedes de Formula 1. Que como principal fator do que o tirou do pódio do GP de Singapura.

Não Sinto que foi Culpa de Alguém, Somos uma Equipe

Como um campeão, tratou de tirar a responsabilidade das costas de outros e trouxe para si. Como um todo. Assim como o faz quando vence.

  • Humildade,
  • Sabedoria e
  • Experiência.

Ingredientes essenciais para um vencedor, um campeão. As vezes é o que falta para o alemão Seb Vettel, porém sem comparações.

O Piloto Inglês manteve-se na pista mesmo após as paradas nos pits dos pilotos da equipe rival Ferrari. Com compostos mais desgastados, acumulou tempo perdido e sendo assim teve que se conformar com a quarta posição.

Lewis Hamilton começou o GP de Singapura em segundo e manteve a posição logo nas primeiras voltas da corrida. A dupla da Ferrari, Sebastian Vettel e Charles Leclerc, foram para os pit stops antes da Mercedes. O alemão na 20ª, o monegasco no giro seguinte e o atual pentacampeão da F1 apenas na 26ª.

Perdido sua Colocação Anterior

Quando voltou, Hamilton não só havia perdido sua colocação anterior, mas acabou voltando em quarto, atrás também de Max Verstappen. Mesmo com as intervenções do Safety Car na segunda metade da corrida, o inglês acabou ficando fora do pódio.

Após a corrida, Hamilton admitiu que o time tentou a estratégia de ficar na pista para que depois da sua parada, conseguisse voltar à frente.

“Sinceramente, não me lembro da hora exata da parada nos boxes de Vettel, mas é claro que que queríamos essa estratégia”, disse Hamilton. “Já tínhamos conversado sobre isso nesta manhã, na reunião pré-corrida e sabíamos dos riscos”

Hamilton também preferiu não culpar ninguém:

“Não sinto que foi culpa de alguém, somos uma equipe, quando vencemos, comemoramos e, quando perdemos, sofremos. Hoje deu errado”

Sem vitória desde à volta das férias de verão da F1, o inglês admitiu que precisa melhorar, já para o GP da Rússia, no próximo fim de semana.

“No momento, estou com muita fome! Temos que dar um salto, aproveitando nossas melhores habilidades como equipe. Sofremos um revés, agora precisamos seguir em frente, com confiança para a próxima corrida.”

TOTO WOLFF IRRITADO COM O RESULTADO DE SINGAPURA

A Equipe Mercedes de Formula 1 ficou sem argumentos para não dizer totalmente sem palavras na tentativa de responder à táctica da rival Ferrari. A Scuderia controlou as operações e a Mercedes não jogou as cartas no momento certo para tentar agitar as águas.

No final, o desconforto na Garagem ou boxe da Mercedes era nítido, isto após 03 (três) corridas em que a Ferrari levou a melhor, algo nunca visto nesta era híbrida.

E o chefão da Equipe Mercedes de Formula 1, Toto Wolff não escondeu a frustração:

“Perdemos a oportunidade do undecut que talvez até tenha surpreendido a Ferrari, de tão eficaz que se revelou e a partir daí foi proteger a posição contra o Max [Verstappen] ou disputar a vitória, embora com uma percentagem reduzida de sucesso, mas corremos o risco de sacrificar o terceiro, obviamente com o apoio do Valtteri [Bottas] nessa situação.

Foi uma aposta e pudemos ver que a Equipe Ferrari também imaginou um final diferente.

Não vamos perder o sono, ter insônia ou deixar de dormir direito por causa disso, mas estamos com raiva”, acrescentou.

“Posso dizer que acabamos falar com os engenheiros e os pilotos e há uma sensação geral de ‘entendemos tudo mal neste fim de semana’.

Sentimo é de Frustração

“O sentimo é de frustração (ansiedade e desconforto), porque perdemos muitas oportunidades. Não há ninguém na equipe que não tenha esse sentimento. ”

Vencemos Juntos e Perdemos Juntos - Não Sinto que foi Culpa de Alguém, Somos uma Equipe.

Hamilton ficou frustrado com sua estratégia e sentiu que a Mercedes poderia “vencer facilmente” a corrida se tivesse seguido a Ferrari no undercut.

Questionado sobre se a Mercedes considerou trazer para as boxes o líder do campeonato mundial mais cedo, Wolff respondeu:

“Não. Naquele momento , perdemos P1 e P2, tratava-se de proteger o P3 contra Max.“

“Sentimos que o pneu tinha mais vida, e a nossa única hipótese era o overcut sabendo que havia uma grande confusão à frente da Ferrari com Lance [Stroll] e [Antonio] Giovinazzi.

Os Ferrari estavam estavam a aproximar-se rapidamente e esperávamos que esse carros ‘parassem’ o andamento da Ferrari. Mas, na verdade, os tempos de Lewis pioraram – eram piores que os do Giovinazzi – e foi aí que acabou o ‘jogo’ para nós”

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais