Abctudo 2024
Abctudo 2024
InícioDestacadoEstimulação Magnética Transcraniana

Estimulação Magnética Transcraniana

Estimulação Magnética Transcraniana: Estimulação magnética transcraniana (TMS): Esperança de depressão teimosa

Estimulação Magnética Transcraniana

A Depressão é a principal causa de incapacidade nos Estados Unidos entre pessoas com idades compreendidas entre os 15 (quinze) e os 44 (quarenta e quatro) anos. Embora existam muitos tratamentos eficazes para a depressão, as abordagens de primeira linha como os antidepressivos e a psicoterapia não funcionam para todos. De facto, aproximadamente dois terços das pessoas com depressão não recebem o alívio adequado do primeiro antidepressivo que tentam. Após dois meses de tratamento, pelo menos alguns sintomas permanecerão para estes indivíduos, e cada medicação subsequente experimentada é de facto menos susceptível de ajudar do que a anterior.

O que podem as pessoas com depressão fazer quando não respondem aos tratamentos de primeira linha? Durante várias décadas, a terapia electroconvulsiva (ECT ou “terapia de choque“) foi o padrão de ouro para a depressão resistente ao tratamento. Na verdade, a ECT ainda é considerada o tratamento mais potente e eficaz para esta condição, e continua a ser utilizada regularmente em todo o país. Para muitas pessoas com depressão, contudo, a ECT pode ser demasiado difícil de tolerar devido aos efeitos secundários na memória e cognição. Para aqueles indivíduos e muitos outros que tiveram uma resposta inadequada a medicamentos e terapias apenas, existe uma nova opção de tratamento chamada estimulação magnética transcraniana (TMS).

O que é a Estimulação Magnética Transcraniana?

A estimulação magnética transcraniana, ou TMS, é uma forma não-invasiva de estimulação cerebral. Os dispositivos TMS funcionam completamente fora do corpo e afectam a actividade do sistema nervoso central, aplicando poderosos campos magnéticos a áreas específicas do cérebro que sabemos estarem envolvidas em Depressão. A TMS não requer anestesia e é geralmente excepcionalmente bem tolerada em comparação com os efeitos secundários frequentemente observados com medicamentos e ECT. O efeito secundário mais comum é a dor de cabeça durante ou após o tratamento. Um efeito secundário raro mas grave são as convulsões, e a TMS pode não ser apropriada para pessoas de alto risco, tais como as que sofrem de epilepsia, um historial de lesões na cabeça, ou outros problemas neurológicos graves.

Será que o TMS funciona?

Aproximadamente 50% a 60% das pessoas com depressão que tentaram e não conseguiram beneficiar de medicamentos experimentam uma resposta clinicamente significativa com TMS. Cerca de um terço destes indivíduos experimentam uma remissão total, o que significa que os seus sintomas desaparecem completamente. É importante reconhecer que estes resultados, embora encorajadores, não são permanentes. Tal como a maioria dos outros tratamentos para as perturbações do humor, há uma elevada taxa de recorrência. Contudo, a maioria dos pacientes com TMS sente-se melhor durante muitos meses após a interrupção do tratamento, sendo a duração média da resposta um pouco mais de um ano.

Alguns optarão por voltar para as rondas de tratamento subsequentes. Para os indivíduos que não respondem ao TMS, a TCE ainda pode ser eficaz e muitas vezes vale a pena considerar.

Estimulação Magnética Transcraniana
Estimulação Magnética Transcraniana

Como é a terapia TMS?

A terapia TMS é uma opção de tratamento intensivo que requer sessões que ocorrem cinco dias por semana durante várias semanas. Cada sessão pode durar entre 20 a 50 minutos, dependendo do dispositivo e do protocolo clínico utilizado. Quando os pacientes chegam, podem fazer um breve check-in com um técnico ou médico e depois iniciar o processo de estimulação. O técnico determinará a intensidade ideal da estimulação e o alvo anatómico, aproveitando um “marco” no cérebro chamado córtex motor. Ao visar primeiro esta parte do cérebro, a equipa pode determinar onde melhor localizar a bobina de estimulação no que diz respeito ao cérebro desse indivíduo e com que intensidade deve “disparar” a fim de conseguir uma estimulação adequada. Os cálculos são então aplicados para traduzir estes dados no sentido de encontrar o córtex pré-frontal dorsolateral, o alvo do cérebro com a maior evidência de eficácia clínica e uma área conhecida por estar envolvida em depressão. Embora uma sessão possa ser suficiente para alterar o nível de excitabilidade do cérebro, o alívio não é normalmente perceptível até à terceira, quarta, quinta, ou mesmo sexta semana de tratamento.

O TMS pode ajudar com outras condições?

O TMS está a ser estudado extensivamente através de doenças e mesmo disciplinas com a esperança de evoluir para novos tratamentos de doenças neurológicas, gestão da dor, e reabilitação física, para além da psiquiatria. Existem actualmente grandes ensaios clínicos que analisam a eficácia da TMS em condições tais como depressão pediátrica, doença bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo, cessação do tabagismo, e transtorno de stress pós-traumático. Embora as vias de investigação promissoras, o TMS para estas condições ainda não está aprovado e seria considerado “fora do rótulo”.

Me acompanhe nos outros canais:

Site: http://willianrezende.com.br/
Facebook: http://facebook.com/neurologiahoje

Inscreva-se no canal para saber tudo sobre neurologia, parkinson, insônia, dor miofacial, apneia do sono, alzheimer, esclerose múltipla, epilepsia, AVC, dor de cabeça e muito mais.

– Veja outros vídeos do canal:

Neurologista – Para Que Serve o Neurologista

Epilepsia – O Que é Epilepsia

Alzheimer – Quais São os Primeiros Sintomas do Alzheimer

Saliva – Porque Eu Tenho Muita Saliva – Sialorreia

Parkinson – O Que é Mal de Parkinson

Tremor no Olho – Porque Meu Olho Treme

Epilepsia – Como Curar Epilepsia

Sequelas do AVC – Como Tratar as Sequelas do AVC

Insônia – Como Acabar Com a Insônia

Pernas Inquietas – Como Aliviar Síndrome das Pernas Inquietas

Mais Informações na Internet

ATENÇÃO

Conteúdo informativo, não substitui médico

Este conteúdo possui caráter informativo e não substitui o diagnóstico feito em consulta médica.
Em caso de dúvidas ou aparecimento de sintomas mencionados neste artigo procure um profissional de saúde qualificado para obter um diagnóstico preciso.
Lembre-se a automedicação pode ocasionar graves complicações.


OPINIÃO

ABCTudo Paulista

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interação de fatos e dados.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ABCTudo/IT9.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Crie seu WebSite com quem tem Experiencia

Clique no botão ao lado e conheça a iT9 Marketing

Lugares para Viajar

Inverno no ABC Paulista: Guia Completo para Curtir a Estação

Inverno no ABC Paulista: Segunda-Feira Ponte de Feriado, Frio e Garoa: A Receita Perfeita para Curtir o Inverno no ABC PaulistaManhã de segunda-feira, cara...

Leia também

Mauá Enfrenta a Gripe: Vacinação Contra Influenza Continua!

Mauá Enfrenta a Gripe de Frente: Vacinação Contra Influenza Continua! A gripe te pegou desprevenido? Tosse, febre, dores no corpo... a influenza não dá trégua, mas Mauá também não! Mauá Enfrenta a Gripe: Vacinação Contra Influenza Continua! Enquanto muitos já baixaram a...

Seus Direitos em Estacionamentos: Guia Completo 2024

Seus Direitos em Estacionamentos: A Lei da Tolerância e as Novidades de 2024 que Você Precisa Saber!Já sentiu aquela fúria ao voltar para o carro e encontrar um aviso de cobrança por ter passado alguns minutinhos do tempo no...

Maçaneta Solta no Frio? Guia Completo e Soluções!

Maçaneta solta no frio e no Inverno? A Ciência Por Trás do Mistério e Soluções PráticasEstá cansado de apertar a maçaneta da porta e ela continuar solta, especialmente nos dias frios? Essa situação frustrante é mais comum do que...

Publique sua notícia no ABCTudo

Tenha seu artigo publicado. Estudante de Jornalismo? Entre em contato