Saiba mais sobre a bacteriúria assintomática

0
749

A infecção na urina, ou infecção do trato urinário (ITU) é um quadro infeccioso em que as bactérias se encontram nos órgãos pertencentes ao trato urinário ou então na urina. Conversamos com a Infectologista Dra. Keilla Freitas sobre o diagnóstico diferencial entre infecções urinárias e a bacteriúria assintomática, para esclarecer algumas dúvidas que são frequentes no consultório. Este é um assunto preocupante, pois está diretamente relacionado ao desenvolvimento de superbactérias.

Compreendendo a infecção urinária

O trato urinário é uma estrutura em nosso organismo, que inclui rins, onde a urina é formada, ureter, bexiga e uretra. Na maioria das vezes, o trato urinário é uma região estéril, ou seja, não possui micro-organismos. A invasão deste sistema pelos micro-organismos ocorre basicamente por duas vias.

A primeira é a via ascendente, quando a bactéria se encontra fora do organismo e sobe pela uretra até a bexiga, ureter e rins. A infecção também pode ocorrer pela via hematogênica, quando há uma infecção em outra região do corpo, os micro-organismos caem na corrente sanguínea, viajam pelo sangue e chegam nas vias urinárias.

Sintomas de Infecção urinária:

  • Dor no canal da urina ao urinar;
  • Urinar várias vezes em poucas quantidades;
  • Urgência miccional;
  • Incontinência urinária;
  • Sensação de peso no baixo ventre;
  • Levantar várias vezes à noite para urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Dor lombar, que pode até ser confundido com dor na coluna;
  • Dor abdominal;
  • Febre;
  • Calafrios.

Mas é importante saber que o paciente com infecção urinária pode não apresentar nenhum desses sintomas típicos. Portanto, a ausência de sinais de Infecção Urinaria não exclui o diagnóstico.

Quando outras condições são confundidas com infecção urinária

Existem outras doenças que podem ser confundidas com a infecção urinária, pela similaridade de sintomas. Entre elas estão Desidratação, Vaginite, Uretrite, Síndrome Inflamatória Pélvica e pedra nos rins. Contudo, a Bacteriúria assintomática é a que mais está preocupando os infectologistas atualmente.

“A detecção de bactérias no exame de cultura de urina nem sempre é uma Infecção Urinária. A urina, assim que formada pelos rins, é estéril, mas sua composição química pode ser um bom meio para o crescimento das bactérias que chegam até ela”, diz a Infectologista Dra. Keilla Freitas.

Pode haver presença de bactéria no exame de cultura de urina pelos seguintes motivos: Contaminação da amostra, Bacteriúria assintomática; Infecção do trato urinário (ITU), ou Infecção urinária.

A Bacteriúria assintomática é, basicamente, a presença de bactérias na urina sem que o paciente apresente sinais ou sintomas de infecção. Precisamos considerar que as bactérias encontradas em bacteriúrias assintomáticas são cepas menos patogênicas, podem ficar muito tempo sem produzir infecção e acabam funcionando como protetoras contra infecções por microrganismo mais invasivos.

Portanto, a bacteriúria assintomática não deve ser tratada, na maioria dos casos. Somente em algumas situações, avaliadas pelo infectologista, o tratamento com antibióticos pode ser realizado. Veja aqui quais são essas situações.

Quando tratamos essa condição com antibióticos, estamos colaborando para o desenvolvimento de bactérias resistentes a este medicamento.

“As bactérias, principalmente as gram negativas, possuem a habilidade de passar a resistência desenvolvida a uma substância, não apenas aos seus descendentes, mas também para outras bactérias próximas. Por este motivo, não estamos conseguindo desenvolver novos antibióticos tão rápido quanto as bactérias conseguem desenvolver mecanismos de resistência”, explica a Infectologista Dra Keilla Freitas.

Para saber mais sobre este assunto, acesse o artigo completo: http://www.drakeillafreitas.com.br/bacterias-que-mais-ameacam-a-saude-humana/

Saiba mais sobre a bacteriúria assintomática
Avalie esta notícia