Hemodiálise no Mário Covas contamina 64 pacientes

C19c41d66a11e039b47886db3d17d96d.jpeg

Paciente relata os sintomas
Crédito: Reprodução G1
Do total de 120 pacientes que fazem hemodiálise, 64 tiveram alumínio detectado no sangue. A equipe médica do hospital informou que a contaminação detectada foi entre 72 e 100 microgramas (por litro de sangue) de alumínio no organismo dos pacientes – a média permitida é de 15 microgramas. “É um nível muito acima do permitido”, explica o diretor técnico do Hospital Mário Covas, Alexandre Cruz Henriques.O diretor Alexandre Cruz Henriques informou que as pessoas contaminadas estão sendo acompanhadas, que nenhum paciente apresentou sintomas específicos de sobrecarga de alumínio até o momento e que foi aberta uma sindicância interna para apurar o caso.

Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais