Isolado Infectologista: Uip vê momento Difícil à Frente

Isolado Infectologista: Uip vê momento Difícil à Frente
0

Isolado Infectologista: Uip vê momento Difícil à Frente: Diagnosticado com Covid-19 e em quarentena, o infectologista David Uip afirmou que está sendo difícil ficar isolado “sabendo que o mundo está caindo na sua frente”.

Isolado Infectologista: Uip vê momento Difícil à Frente

Em áudio enviado ao Ministério Público de São Paulo, o chefe do Centro de Contingenciamento do Coronavírus defende o isolamento social para achatar a curva de infecção, diz que auge da doença virá entre abril e maio, mas pede tranquilidade à população.

“Eu estou aqui na minha quarentena, estou enjaulado. É difícil você ficar isolado sabendo que o mundo está caindo na sua frente mas faz parte da doença e eu tenho de cumprir a minha parte, à semelhança de tantos outros brasileiros que estão isolados”, disse Uip.

Segundo o infectologista, está havendo “confusão na mídia” em relação aos dados do Ministério da Saúde. A pasta atualiza números somente de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus, pois no Brasil só é testado quem está em estágio grave da doença – isso acaba deixando de fora quem está com o coronavírus, mas com poucos ou nenhum sintoma.

“É um numerador baixo. Diferente do que se você testasse toda a população”, explica.

“Se a gente trabalhar com o denominador só de doentes versus mortes, nós vamos ter letalidade muito alta. Agora, se nós trabalharmos com uma população imensa que faz exames e com a letalidade que é a mesma, vamos ter uma letalidade baixa, seguramente abaixo de 1%.”

“Se a gente trabalhar com o denominador só de doentes versus mortes, nós vamos ter letalidade muito alta. Agora, se nós trabalharmos com uma população imensa que faz exames e com a letalidade que é a mesma, vamos ter uma letalidade baixa, seguramente abaixo de 1%.”

Infectologista Pondera

O infectologista relembra que qualquer um pode ser infectado e qualquer um pode ficar em estado grave.

Uip afirma ainda aos promotores que, na sua opinião, o Brasil ainda não chegou ao auge da doença e, quando isso ocorrer, todo o sistema de saúde e o econômico enfrentarão dificuldades.

“Isso vai acontecer durante o mês de abril e maio, e teremos grandes dificuldades. Tanto para o sistema público e privado de saúde quanto para o sistema econômico. Não tem muito jeito, nós vamos ter de passar por isso, à semelhança de outros países.”

O médico defendeu o distanciamento social como forma de achatar a curva de ascensão da doença. A medida é recomendada por órgãos de saúde, como a Organização Mundial da Saúde, mas enfrenta resistência no governo federal, que encabeça iniciativa por um isolamento “vertical”, no qual apenas idosos e pessoas do grupo de risco ficam em casa.

Uip destaca que o isolamento serve para minimizar os impactos no serviço de saúde.

“Se as pessoas não entenderem que confinamento neste momento, é importante, nós vamos ter uma subida rápida do pico de doentes e isso vai ter repercussão em todo o sistema.”

Quem é o Infectologista David Uip?

David Everson Uip (São Paulo, 16 de abril de 1952) é um médico infectologista brasileiro, ex-diretor-executivo do Instituto do Coração de São Paulo (Incor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas desde fevereiro de 2009.  É considerado um dos maiores especialistas em doenças infecciosas, em especial a AIDS, do país.

É ex-Secretário Estadual de Saúde de São Paulo, onde permaneceu por 5 anos, convidado pelo então governador Geraldo Alckmin do PSDB em 2013, e atual diretor da Faculdade de Medicina do ABC, o FMABC.

É um dos principais representantes do estado de São Paulo durante a pandemia de COVID-19 no Brasil, sendo que foi diagnosticado positivo para a doença em 23 de março de 2020.

‘Tive medo, mas também fé’, diz o médico David Uip

Em casa com Covid-19, médico diz que não se perdoaria se não participasse do combate ao vírus


Aguardando palavras...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitoLeia Mais