Moeda Verde chega ao Núcleo Capuava

Moeda Verde chega ao Núcleo Capuava: Projeto Moeda Verde, iniciativa inédita da cidade que troca resíduos recicláveis por alimentos do tipo hortifrúti

Moeda Verde chega ao Núcleo Capuava

O Projeto Moeda Verde, iniciativa inédita da cidade que troca resíduos recicláveis por alimentos do tipo hortifrúti, está em expansão.

Na terça-feira 24/04/2018, famílias do Núcleo Capuava passaram a receber a ação quinzenal, que tem como objetivos sensibilizar os moradores da comunidade para a importância da separação dos resíduos, para práticas de consumo consciente, além de combater a fome e a disposição inadequada de lixo em pontos de descarte irregular próximos ao núcleo.

Os moradores que levaram recicláveis receberam batata doce e mexerica, além de verduras, e foram coletados quase 140 kg de recicláveis. O primeiro da fila para fazer a troca era o aposentado Raimundo José do Nascimento, de 72 anos, que reuniu  quase 20 kg de resíduos recicláveis e levou para casa em troca 4 kg de alimentos.

“Em uma semana eu e minha mulher coletamos isso tudo. Estou bem satisfeito, porque este ponto de descarte aqui é muito antigo e há muito tempo queríamos o fim dele”, afirmou.

Primeira troca no Moeda Verde no Capuava

A primeira troca no Moeda Verde no Capuava contou com a presença do prefeito Paulo Serra, que explicou que o principal critério para a escolha dos locais de implantação do projeto é a existência de um ponto de descarte irregular na região.

“Nosso critério inicial é eliminação dos pontos de descarte irregular mais graves da cidade. No Ciganos [primeiro núcleo a receber o projeto] ficava o pior e agora este aqui no Capuava. O próximo será no Núcleo dos Ciprestes”, disse o prefeito.

O ponto de troca do Moeda Verde no assentamento Capuava fica no espaço que é, atualmente, o pior ponto de descarte irregular de lixo da cidade. Junto à avenida dos Estados, na altura do número 11.300 (próximo à rua Arraial do Cabo), o local recebe ações de limpeza semanais por parte do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André).

Total Gasto

De janeiro a março, foram gastos cerca de R$ 200 mil para efetuar os serviços de remoção de 1.131 toneladas de lixo do espaço. A ação do Moeda Verde no local acontecerá a cada 15 dias, sempre às terças-feiras, a partir das 14h.

Com o projeto, a expectativa da autarquia, é além de eliminar o ponto viciado, promover a revitalização da área.Outros pontos – Além do ponto na avenida dos Estados, próximo ao Núcleo Capuava há outros três locais que sofrem com o despejo ilegal de lixo, que devem se beneficiar com o Moeda Verde. Um fica na rua Malaia, o segundo na rua Gasconha e o terceiro na travessa Gasconha.

Nestes três locais já foram gastos mais de R$ 140 mil, desde o início do ano, para que fossem removidas cerca de 800 toneladas de lixo. A ideia é que a própria comunidade se conscientize sobre a importância de manter os locais limpos, destinando corretamente os resíduos. Inicialmente, a previsão é ter a adesão do projeto de cerca de 100 famílias do núcleo.

“O estímulo para as pessoas criarem esta consciência ambiental é poder levar o alimento para casa. Lixo virar alimento é só na cidade de Santo André”, afirmou o prefeito.

Super Sucesso da Iniciativa

Iniciativa de Sucesso – O Moeda Verde, realizado Semasa, em parceria com o Núcleo de Inovação Social, foi implantado de forma piloto em novembro do ano passado no Núcleo dos Ciganos, em Utinga, e se tornou um grande sucesso. A cada 5 kg de resíduos recicláveis, a família recebe 1 kg de alimento do tipo hortifrúti, como frutas, verduras e legumes.

Desde então, cerca de 2.150 kg de resíduos foram coletados e entregues pelos moradores da comunidade, numa média de 200 kg de recicláveis recolhidos por dia de troca. Nesta quinta-feira (26), o projeto será lançado no Núcleo dos Ciprestes.

A ação é realizada sob coordenação do Semasa em parceria com Banco de Alimentos do

  • Núcleo de Inovação Social da Prefeitura,
  • Secretaria da Saúde,
  • Secretaria de Cidadania e
  • Assistência Social,
  • Craisa,
  • Agricultores Urbanos da Avenida das Nações e
  • Capuava,
  • Nupe
    • Núcleo de Projetos Especiais
    • de Santo André e Instituto Triângulo.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies