Pressão Alta – Medidas de Prevenção

Embora a Pressão Alta, ou hipertensão, seja uma condição muito comum, pode não causar sintomas. Ao longo do tempo, no entanto, a pressão arterial alta pode causar danos em todo o corpo. Muitas vezes, esse dano não é aparente até que um evento mais grave ocorra.

Por este motivo, estabelecer medidas de prevenção para a pressão alta é fundamental para evitar suas complicações. Veja neste artigo quais são as atitudes que você pode tomar nesse sentido.

Prevenção da Pressão Alta

A hipertensão está associada a muitas outras condições de saúde, incluindo doença cardíaca, renal e acidente vascular cerebral.

A leitura da pressão arterial tem dois números: o superior, ou número sistólico, que mede a pressão quando o coração bate, e o menor, ou diastólico, responsável por medir a pressão entre os batimentos cardíacos, quando o coração relaxa e se enche de sangue. Uma condição de Hipertensão é definida com uma leitura consistente de 140/90 mmHg (milímetros de mercúrio) ou superior.

A pressão alta pode surgir de uma combinação de fatores de risco, muitos dos quais são evitáveis. Entre as recomendações para prevenir esta condição, as seguintes mudanças no estilo de vida são extremamente importantes.

Mantenha um Peso Saudável

A obesidade é uma das principais causas de hipertensão. Se você está acima do peso, perder até 5% dele pode reduzir a pressão arterial.

Exercite-se Regularmente

Recomendamos fortemente a prática de atividade física diária para ajudar a prevenir a hipertensão. Exercícios vigorosos podem ajudá-lo a perder peso e a evitar danos aos seus vasos sanguíneos. Também pode reduzir o estresse e ajudá-lo a dormir melhor.

Pare de Fumar

Os produtos químicos presentes nos cigarros danificam os vasos sanguíneos e aumentam o risco de acúmulo de placas nas artérias, conhecido como aterosclerose. Esses fatores dificultam a circulação do sangue pelos vasos sanguíneos, aumentando a pressão arterial.

Quando associado à hipertensão arterial, o tabagismo aumenta o risco de desenvolver sérios problemas de saúde, como acidente vascular cerebral, doenças cardíacas e câncer de pulmão .

Siga uma Dieta Saudável para o Coração

Uma dieta rica em frutas e vegetais, produtos lácteos com baixo teor de gordura, grãos integrais, peixe, frango (sem a pele) e carnes magras é fundamental para reduzir a pressão arterial ou mesmo prevenir o desenvolvimento de pressão alta. Aumentar a ingestão de gorduras monoinsaturadas, como as encontradas em azeite de oliva, nozes e peixe de água fria também é recomendado.

Por outro lado, é imperativo reduzir a ingestão de gorduras insalubres, como as gorduras trans, encontradas em alimentos industrializados. Você também deve limitar seu consumo de gorduras saturadas, encontradas em carnes gordurosas, pele de aves e laticínios integrais, como manteiga, creme e queijo. O consumo excessivo dessas gorduras pode levar a níveis sanguíneos inadequados de colesterol, o que pode aumentar o risco de desenvolver hipertensão e doença arterial coronariana.

O aumento de açúcar na dieta é um fator que tem sido associado à obesidade e diabetes tipo 2 . Reduzir o açúcar na dieta pode reduzir a gordura abdominal e ajudar na perda de peso, o que também pode reduzir a pressão arterial.

Nutrientes específicos podem ser úteis também. O potássio – encontrado em folhas verdes, como espinafre, bananas, salmão, cogumelos, abóbora, feijão branco, batatas assadas e abacate – ajuda a prevenir e controlar a hipertensão.

Algumas evidências sugerem que o magnésio também pode reduzir a pressão arterial. Seu médico pode aconselhar se os suplementos de magnésio podem ser úteis no seu caso.

Monitorar a Ingestão de Sal

Consumir menos sódio ajuda muitas pessoas a reduzir a pressão arterial. Evite consumir mais do que uma colher de chá de sal por dia. Se você foi diagnosticado com hipertensão ou está em risco, procure consumir no máximo 50% desta medida.

Ler cuidadosamente os rótulos dos alimentos quanto ao teor de sódio ajuda a identificar quais alimentos podem ser prejudiciais para sua pressão arterial. Alimentos pré-embalados, como sopas enlatadas, embutidos processados, jantares congelados e pizzas, podem ter alto teor de sódio.

Limite de Álcool

Beber álcool pode contribuir para a pressão alta, mesmo em pessoas saudáveis. Se beber, o faça com moderação.

Se a sua pressão arterial já estiver alta, o seu médico pode sugerir eliminar a bebida alcoólica de seu estilo de vida. As calorias extras em cada bebida também podem sabotar os esforços de perda de peso.

Controle seus Níveis de Estresse

O estresse pode contribuir para a hipertensão e dificultar a manutenção de hábitos de vida saudáveis. Para melhor administrar o estresse, recomendamos que os adultos durmam de 7 a 8 horas por noite; exercitem-se por 45 minutos, 3 vezes por semana ou mais; e minimizem tanto quanto possível os estressores externos.

Você também pode considerar a prática de exercícios respiratórios, ioga, meditação ou outras atividades que relaxem o corpo e a mente.

Procure Cuidados para Condições Crônicas

Ter apneia obstrutiva do sono – interrupção intermitente, repetitiva e temporária da respiração durante o sono – aumenta significativamente o risco de desenvolver hipertensão. Também aumenta o risco de desenvolver outros problemas cardiovasculares, incluindo distúrbios do ritmo cardíaco.

Pessoas com diabetes tipo 2 são propensas a desenvolver bloqueios nas artérias, o que pode levar à hipertensão e doenças cardíacas.

Outras condições médicas, incluindo doença renal, hipotireoidismo, tumores adrenais e condições relacionadas, como a síndrome de Cushing, também podem aumentar o risco de hipertensão.

Se a pressão arterial alta é causada por uma dessas condições, é chamada de hipertensão secundária. Se você tem uma dessas condições, é importante tomar os medicamentos que seu médico prescreve e consultar seu médico para exames regulares.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Isenção de responsabilidade! Como um serviço para nossos leitores, o ABCTudo fornece acesso à nossa biblioteca de conteúdo arquivado. Favor observar a data da última revisão ou atualização em todos os artigos. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto para aconselhamento médico direto de seu médico ou outro clínico qualificado.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies