Abctudo 2024
InícioCirurgião de ColunaEstenose de Canal Lombar - Tratamento Cirúrgico

Estenose de Canal Lombar – Tratamento Cirúrgico

Estenose De Canal Lombar – Tratamento Cirúrgico Da Estenose De Canal Lombar: Para diagnosticar a estenose espinhal, seu médico pode lhe perguntar sobre sinais e sintomas, discutir seu histórico médico e realizar um exame físico. Ele ou ela pode solicitar vários exames de imagem para ajudar a identificar a causa de seus sinais e sintomas.

Estenose De Canal Lombar

Testes de imagem

Estes testes podem incluir:

  • Raios-x.
    • Uma radiografia das costas pode revelar alterações ósseas, tais como esporas ósseas que podem estar estreitando o espaço dentro do canal espinhal. Cada raio-X envolve uma pequena exposição à radiação.
  • Ressonância magnética (MRI).
    • Uma ressonância magnética usa um potente ímã e ondas de rádio para produzir imagens da seção transversal de sua coluna vertebral. O teste pode detectar danos em seus discos e ligamentos, assim como a presença de tumores. O mais importante, pode mostrar onde os nervos da medula espinhal estão sendo pressionados.
  • TC ou mielograma de TC.
    • Se você não puder fazer uma RM, seu médico pode recomendar a tomografia computadorizada (TC), um teste que combina imagens de raios X tiradas de vários ângulos diferentes para produzir imagens detalhadas e transversais de seu corpo. Em um mielograma de TC, a tomografia é realizada após a injeção de um corante de contraste. O corante delineia a medula espinhal e os nervos, e pode revelar hérnias discais, esporas ósseas e tumores.

Tratamento

O tratamento da estenose espinhal depende da localização da estenose e da gravidade de seus sinais e sintomas.

Fale com seu médico sobre o tratamento que é melhor para sua situação. Se seus sintomas forem leves ou se você não estiver experimentando nenhum, seu médico poderá monitorar sua condição com consultas regulares de acompanhamento. Ele ou ela pode oferecer algumas dicas de autocuidado que você pode fazer em casa. Se estas não ajudarem, ele ou ela pode recomendar medicamentos ou fisioterapia. A cirurgia pode ser uma opção se outros tratamentos não tiverem ajudado.

Medicamentos

Seu médico pode prescrever:

  • Aliviadores de dor
    • Medicamentos analgésicos como ibuprofeno (Advil, Motrin IB, outros), naproxeno (Aleve, outros) e acetaminofeno (Tylenol, outros) podem ser usados temporariamente para aliviar o desconforto da estenose espinhal. Eles são normalmente recomendados apenas por um curto período de tempo, pois há poucas evidências de benefício do uso a longo prazo.
  • Antidepressivos
    • Doses noturnas de antidepressivos tricíclicos, tais como amitriptilina, podem ajudar a aliviar a dor crônica.
      Drogas anticonvulsivantes. Alguns antidepressivos, como gabapentina (Neurontin) e pregabalina (Lyrica), são usados para reduzir a dor causada por nervos danificados.
  • Opiáceos
    • Drogas que contêm drogas relacionadas à codeína, como oxicodona (Oxycontin, Roxicodona) e hidrocodona (Norco, Vicodin) podem ser úteis para o alívio da dor a curto prazo. Opiáceos também podem ser considerados cautelosamente para tratamento a longo prazo. Mas eles acarretam o risco de graves efeitos colaterais, incluindo a formação de hábitos.

Fisioterapia

É comum que as pessoas que têm estenose espinhal se tornem menos ativas, em um esforço para reduzir a dor. Mas isso pode levar a fraqueza muscular, o que pode resultar em mais dor. Um fisioterapeuta pode ensinar-lhe exercícios que podem ajudar:

Suas raízes nervosas podem ficar irritadas e inchadas nos pontos onde elas estão sendo beliscadas. Embora a injeção de um medicamento esteróide (corticosteróide) no espaço ao redor do impacto não conserte a estenose, ele pode ajudar a reduzir a inflamação e aliviar parte da dor.

As injeções de esteroides não funcionam para todos. E as injeções repetidas de esteroides podem enfraquecer os ossos próximos e o tecido conjuntivo, de modo que você só pode obter essas injeções algumas vezes por ano.

Procedimento de descompressão

Com este procedimento, instrumentos do tipo agulha são usados para remover uma porção de um ligamento espessado na parte de trás da coluna vertebral para aumentar o espaço do canal espinhal e remover o impacto da raiz nervosa. Somente pacientes com estenose espinhal lombar e um ligamento espessado são elegíveis para este tipo de descompressão.

O procedimento é denominado descompressão lombar percutânea guiada por imagem (PILD). Também tem sido chamada de descompressão lombar minimamente invasiva (LILD), mas para evitar confusão com procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, os médicos adotaram o termo PILD.

Como a PILD é realizada sem anestesia geral, ela pode ser uma opção para algumas pessoas com altos riscos cirúrgicos de outros problemas médicos.

Cirurgia

A cirurgia pode ser considerada se outros tratamentos não tiverem ajudado ou se você estiver incapacitado por seus sintomas. Os objetivos da cirurgia incluem aliviar a pressão sobre sua medula espinhal ou raízes nervosas, criando mais espaço dentro do canal espinhal. A cirurgia para descomprimir a área de estenose é a maneira mais definitiva de tentar resolver os sintomas da estenose espinhal.

Pesquisas mostram que as cirurgias da coluna vertebral resultam em menos complicações quando feitas por cirurgiões altamente experientes. Não hesite em perguntar sobre a experiência do seu cirurgião com a cirurgia de estenose espinhal. Se você tiver alguma dúvida, obtenha uma segunda opinião.

Exemplos de procedimentos cirúrgicos para tratar a estenose espinhal incluem:

Laminectomia. Este procedimento remove a parte posterior (lâmina) da vértebra afetada. Uma laminectomia é às vezes chamada de cirurgia de descompressão porque alivia a pressão sobre os nervos, criando mais espaço ao seu redor.

Em alguns casos, essa vértebra pode precisar ser ligada a vértebras adjacentes com ferragens metálicas e um enxerto ósseo (fusão espinhal) para manter a força da coluna vertebral.

  • Laminotomia
    • Este procedimento remove apenas uma porção da lâmina, normalmente esculpindo um buraco suficientemente grande para aliviar a pressão em um determinado ponto.
  • Laminoplastia
    • Este procedimento é realizado somente nas vértebras do pescoço (coluna cervical). Ela abre o espaço dentro do canal espinhal criando uma dobradiça na lâmina. As ferragens metálicas fazem a ponte na seção aberta da coluna vertebral.
  • Cirurgia minimamente invasiva
    • Esta abordagem da cirurgia remove o osso ou a lâmina de forma a reduzir os danos aos tecidos saudáveis próximos. Isto resulta em menos necessidade de fazer fusões.

Embora as fusões sejam uma maneira útil de estabilizar a coluna vertebral e reduzir a dor, ao evitá-las você pode reduzir riscos potenciais, tais como dores e inflamações pós-cirúrgicas e doenças em seções próximas da coluna vertebral. Além de reduzir a necessidade de fusão vertebral, uma abordagem minimamente invasiva da cirurgia tem mostrado resultar em um tempo de recuperação mais curto.

Na maioria dos casos, essas operações de criação de espaço ajudam a reduzir os sintomas de estenose espinhal. Mas os sintomas de algumas pessoas permanecem os mesmos ou pioram após a cirurgia. Outros riscos cirúrgicos incluem infecção, uma laceração na membrana que cobre a medula espinhal, um coágulo de sangue em uma veia da perna e deterioração neurológica.

Possíveis tratamentos futuros
Estão em andamento ensaios clínicos para testar o uso de células-tronco para tratar doenças degenerativas da coluna vertebral, uma abordagem às vezes chamada de medicina regenerativa. Também estão sendo feitos ensaios de medicina genômica, que podem resultar em novas terapias genéticas para a estenose espinhal.

Medicina alternativa
A medicina integrativa e terapias alternativas podem ser usadas com tratamentos convencionais para ajudá-lo a lidar com a dor de estenose espinhal. Exemplos incluem:

Terapia de massagem
Tratamento quiroprático
Acupuntura
Fale com seu médico se você estiver interessado nestas opções de tratamento.

 

Estenose De Canal Lombar – Tratamento Cirúrgico Da Estenose De Canal Lombar

? Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)!
https://willianrezende.com.br/dorneuropatica

Neste vídeo falamos sobre Estenose de Canal Lombar e sobre o seu tratamento. Se você sofre com essa condição ou conhece alguém que desenvolveu essa doença e tem medo de realizar o tratamento cirúrgico da estenose de canal lombar, fique até o final deste vídeo para entender melhor sobre outros tratamentos para estenose lombar que são menos agressivos.

O processo de estreitamento do canal lombar pode levar décadas para se manifestar sendo muito mais comum acometer os idosos. O estreitamento do canal lombar ocorre devido ao espessamento de ligamentos e hipertrofia óssea na coluna, reduzindo o espaço livre para as estruturas neurais. Esse estreitamento promove compressão dos nervos responsáveis pela sensibilidade e movimentos dos membros inferiores, gerando dores nas pernas.

As pessoas que apresentam estenose do canal lombar não são capazes de caminhar por longas distâncias, pois há piora dos sintomas dolorosos ao caminhar. Quando se inclina o tronco para frente ocorre suavização da compressão dos nervos no interior do canal vertebral e alívio temporário dos sintomas.

Os sintomas da estenose do canal lombar por vezes se confundem com dor de origem vascular. Essa diferenciação, entretanto, pode ser feita por exame físico (testes feito pelo médico) e por estudos de imagem da coluna e dos vasos sanguíneos.

Durante muito tempo o tratamento para quadros refratários de estenose do canal lombar, foi cirurgias com colocação de pinos, ou seja, um procedimento extremamente invasivo e de grandes riscos justamente por ser realizado em idosos, que são a maioria dos pacientes acometidos pela estenose lombar. Entretanto, hoje já existem tratamentos muito menos invasivos e que pode ser realizado por clínicas sérias e preocupada com o bem estar de seus pacientes.

Neste vídeo você poderá entender melhor sobre essa condição e conhecer o passo a passo de todo o tratamento para estenose do canal lombar, desde fisioterapia até o tratamento cirúrgico da estenose de canal lombar, de forma minimamente invasiva para os casos refratários.

Me acompanhe nos outros canais:

Site: https://willianrezende.com.br/
Facebook: http://facebook.com/neurologiahoje
LinkedIn: http://linkedin.com/in/willian-rezend…
E-mail: faleconosco@willianrezende.com.br

Inscreva-se no canal para saber tudo sobre neurologia, parkinson, insônia, dor miofacial, apneia do sono, alzheimer, esclerose múltipla, epilepsia, AVC, dor de cabeça e muito mais.

– Veja outros vídeos do canal:

Neurologista – Para Que Serve o Neurologista

Epilepsia – O Que é Epilepsia

Alzheimer – Quais São os Primeiros Sintomas do Alzheimer

Saliva – Porque Eu Tenho Muita Saliva – Sialorreia

Parkinson – O Que é Mal de Parkinson

Tremor no Olho – Porque Meu Olho Treme

Epilepsia – Como Curar Epilepsia

Sequelas do AVC – Como Tratar as Sequelas do AVC

Insônia – Como Acabar Com a Insônia

Pernas Inquietas – Como Aliviar Síndrome das Pernas Inquietas

Estenose De Canal Lombar – Tratamento Cirúrgico Da Estenose De Canal Lombar

Mais Informações sobre Estenose de Canal Lombar na Internet

  • Treating lumbar spinal stenosis – Harvard Health
    • In older adults, one of the most common causes of lower back (lumbar spine) pain is spinal stenosis — a narrowing of the spinal canal that puts pressure on the spinal cord, the nerve roots branching from it, or both. The effects may extend to the buttocks, thighs, and lower legs as well, causing further pain, numbness or tingling, and weakness. In severe cases, bowel and bladder control may be affected. The symptoms of spinal stenosis can severely curtail normal activities, including walking and standing. When the symptoms become chronic, they may set the stage for health problems related to inactivity, such as cardiovascular disease, obesity, and depression.
  • analysis of risk factors for success of lumbar spinal (PDF)
    • Objective: To identify the patient profile that obtains better clinical and quality of life improvement after lumbar spinal stenosis
      surgery, comparing the results in the pre and postoperative periods. Methods: Thirty-seven patients with lumbar spine stenosis
      submitted to surgery were prospectively evaluated. Through the 36-Item Short Form General Health Survey (SF-36) questionnaire
      we performed a preoperative analysis to identify morbidities and social security benefit earning. The SF-36 is a subjective postoperative questionnaire to assess surgical success six months after the surgery. Results: There were unfavorable

OPINIÃO

ABCTudo Paulista

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interação de fatos e dados.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ABCTudo/IT9.

spot_img

Crie seu WebSite com quem tem Experiencia

Clique no botão ao lado e conheça a iT9 Marketing

Lugares para Viajar

Descubra Porque se Hospedar na Praia Grande

Ao planejar momentos de lazer no litoral de São Paulo, cada vez mais pessoas estão escolhendo se Hospedar na Praia Grande. E o fato...

Leia também

Parque Central de Santo André – História

O Parque Central de Santo André, localizado na região central da cidade, é um verdadeiro oásis urbano. Com uma área de 139 mil metros quadrados, esse espaço verde oferece lazer, contato com a natureza e uma rica história. Origens e...

Higiene Íntima na Menopausa e os Cuidados Necessários

A Menopausa é uma Fase da vida das Mulheres caracterizada pelo declínio na produção dos hormônios femininos, com destaque para o estrogênio. Essa queda hormonal costuma originar uma série de problemas ginecológicos, incluindo a ausência de lubrificação e o...

A Influência da Alimentação na Aparência da Pele

A pele é o maior órgão do corpo humano e sua saúde é frequentemente vista como um reflexo de nosso bem-estar interno. Uma alimentação equilibrada é fundamental para manter a pele saudável e radiante. Este artigo explora como diferentes...

Publique sua notícia no ABCTudo

Tenha seu artigo publicado. Estudante de Jornalismo? Entre em contato