Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão: O Médico Celebridade já muito conhecido na Rede Globo e também no Programa Dominical do Fantástico Dr Drauzio Varella estreia a série Não Tá Tudo Bem, mas Vai Ficar, no Fantástico.

Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão

No Segundo Episódio da série do dia 11/08/2019: Drauzio Varella fala sobre preconceitos vividos por quem Enfrenta a Depressão. Se estiver procurando Psicóloga Ipiranga.

O Médico faz um alerta muito preocupante. Pois hoje de cada Cinco (05) Adolescentes, impressionantemente um vai ter depressão, e muitos pais acabam Confundindo a Doença da Depressão com o que as pessoas chamam de fase,

“Coisa da Idade”.

Nela, fala sobre causas e sintomas da depressão, doença que atinge mais de 300 milhões de pessoas no mundo, atingindo um universo amplo. A cantora sertaneja Paula Fernandes e o Rapper baiano Baco Exu do Blues são algumas das vítimas.

Não tá tudo bem, mas vai Ficar - Depressão
Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão

Ao todo a Rede Globo de Televisão pretende com fazer um Quadro com um total de 03 (três) Episódios, em um mergulho profundo, mostrando como esse mal faz com que as pessoas tenham a forma de pensar e sentir distorcidas.

No primeiro Capítulo da série foi ao ar no domingo dia 04/08/2019 (dia quatro de Julho de Dois mil e Dezenove), o Médico e Apresentador explica o que é Depressão, o Desequilíbrio Químico que ocorre no Cérebro e a Dificuldade de Reconhecer o problema também o TDAH Adulto.

Depressão: Sintomas, Diagnóstico, Prevenção e Tratamento

Depressão: Sintomas, Diagnóstico, Prevenção e Tratamento: Considerada o “mal do século” pela Organização Mundial da Saúde, a depressão ainda é um desafio para médicos e pacientes. Conheça seus detalhes

A depressão é caracterizada pela perda ou diminuição de interesse e prazer pela vida, gerando angústia e prostração, algumas vezes sem um motivo evidente. Michael Phelps, por exemplo, revelou sofrer demais com o problema após as Olimpíadas de 2012, quando ganhou seis de suas 28 medalhas olímpicas. Hoje, a depressão é considerada a quarta principal causa de incapacitação, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Esse transtorno psiquiátrico atinge pessoas de qualquer idade — embora seja mais frequente entre mulheres — e exige avaliação e tratamento com um profissional. O desânimo sem fim é fruto de Desequilíbrios na Bioquímica Cerebral, como a diminuição na oferta de neurotransmissores como a serotonina, ligada à sensação de bem-estar.

O que é o Fantástico da Rede Globo

Em forma de Revista Eletrônica, o programa mistura:

  • Jornalismo,
  • Denúncia,
  • Esporte,
  • Humor,
  • Dramaturgia,
  • Música e
  • Ciência.

Primeiro Episódio: 5 de agosto de 1973
Tema Musical: Fantástico
Emissora original: Rede Globo
Local de produção: Rio de Janeiro
Apresentado por: Poliana Abritta, Tadeu Schmidt
Indicações: Troféu Imprensa de melhor programa jornalístico, Prêmio Emmy Internacional de notícias

Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão – Fantastico Drauzio Varella: Fantástico de nome originalmente Fantástico: O Show da Vida: é um programa de televisão brasileiro apresentado aos domingos pela Rede Globo. Com estreia em 5 de agosto de 1973, foi criado por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, com a participação do Armando Nogueira, Borjalo, Augusto Cesar Vanucci, Manoel Carlos, Ronaldo Boscoli e João Loredo, num formato de revista eletrônica. A música de abertura é de autoria de Guto Graça Mello com letra de Boni.

Fantastico

No início, o programa não tinha apresentadores fixos. A locução das matérias era feita por Cid Moreira e Berto Filho. Nos primeiros anos, Cid Moreira e Sérgio Chapelin apresentavam o Fantástico, O Show da Vida, juntamente com artistas do elenco da Globo que se revezavam a cada domingo. Um dos principais diretores do programa foi José Itamar de Freitas, e Léo Batista apresentava noticias sobre esportes.

Chico Anysio, com textos de Marcos César, respondia pelo humor. Marcelo Adnet tinha também seu quadro de humor em junho de 2013, em Agosto quando completou 40 anos do programa. Adnet satirizava videoclipes para o quadro comemorativo até 22 de setembro de 2013. O humor e improviso ficava por conta da dupla Pedro Cardoso e Graziella Moretto em 2014.

Entre os principais apresentadores que já passaram pela história do programa estão Cid Moreira, Sérgio Chapelin, Valéria Monteiro, Willian Bonner, Celso Freitas, Fátima Bernardes, Sandra Annemberg, Pedro Bial, Glória Maria, Patrícia Poeta, Zeca Camargo, Renata Vasconcellos e Renata Ceribelli, a última deixou o posto de âncora do programa e passou a ser correspondente exclusiva nos EUA e também na Europa desde 12 de janeiro de 2014.

Exibe duas séries atualmente: Segredos de Justiça, por Glória Pires, e Fant360 por Renata Ceribelli e Mari Palma.

Atualmente, Tadeu Schmidt e Poliana Abritta apresentam o Show da Vida, sendo substituídos em suas ausências pelas apresentadoras Ana Paula Araújo (do Bom Dia Brasil), Ana Luíza Guimarães (do RJTV), Dony De Nuccio do (Jornal Hoje), Fernanda Gentil e agora Carol Barcellos no esporte. O programa é reprisado pelo canal Globo News, e o site do programa disponibiliza grande parte do seu conteúdo.

Dr Dráusio Varela quem é?

O apresentador do Quadro: Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão – Fantastico Drauzio Varella, Antônio Drauzio Varella de São Paulo, nascido em 3 de maio de 1943. Muitos não sabem, mas ele é um Médico Oncologista, Cientista e Escritor brasileiro, formado pela Universidade de São Paulo (USP), na qual foi aprovado em 2° lugar, é conhecido por popularizar a informação médica no Brasil, através de aparições em programas de rádio, TV e pela Internet, com um site e canal no Youtube.

Se preferir assistir diretamente no youtube o vídeo

Foi também um dos fundadores da Universidade Paulista e da Rede Objetivo, onde lecionou física e química durante muitos anos. Varella também é um crítico da medicina alternativa.

Carreira Médica

Drauzio estudou medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. No início dos anos 70, já como médico, ele começou a trabalhar com o professor Vicente Amato Neto na área de moléstias infecciosas do Hospital do Servidor Público de São Paulo. Durante 20 anos, dirigiu também o serviço de imunologia do Hospital do Câncer (São Paulo) e, de 1990 a 1992, o serviço de câncer do Hospital do Ipiranga. Foi professor em várias faculdades do Brasil e em instituições em outros países, como o Memorial Hospital de Nova Iorque, a Cleveland Clinic (também nos Estados Unidos), o Instituto Karolinska de Estocolmo, a Universidade de Hiroshima e o National Cancer Institute, em Tóquio.

Não tá tudo bem, mas vai Ficar - Depressão Drauzio Varela
Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão

Além do câncer, Drauzio Varella também estuda a AIDS e já estudou o sarcoma de Kaposi. Em 1989, iniciou um trabalho no presídio do Carandiru investigando a prevalência do vírus HIV nos detentos. Até 2002, ano em que o presídio foi desativado, trabalhou como médico voluntário no local. Varella chegou a idealizar uma revista em quadrinhos, dor de cabeça, O Vira-Lata, como parte do plano de prevenção da AIDS na cadeia.

Atualmente, apoiado pela Universidade Paulista e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), dirige no Rio Negro um projeto de bioprospecção de plantas brasileiras, buscando obter extratos para testar experimentalmente no combate ao câncer e a bactérias resistentes a antibióticos.

Não tá tudo bem, mas vai Ficar – Depressão – Fantástico Drauzio Varella

Site Oficial do Fantástico da Rede Globo de Televisão 

Este Artigo lhe foi Útil?

Clique na Estrela Desejada

Average rating / 5. Contagem de Votos:

Que pena que não foi útil, vamos melhorar. Obrigado

Ajude-nos a melhorar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here