Abctudo 2024
Abctudo 2024
InícioEstilo de VidaComportamentoEstabanado! Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação

Estabanado! Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação

Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação: Síndrome de Ehlers-Danlos: Um mistério resolvido

Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação

Conteúdo Arquivado! Como um serviço para nossos leitores, o ABCTudo fornece acesso à nossa biblioteca de conteúdo arquivado. Favor observar a data em que cada artigo foi postado ou revisto pela última vez. Nenhum conteúdo deste site, independentemente da data, deve ser usado como um substituto para aconselhamento médico direto de seu médico ou outro clínico qualificado.

Eu sempre fui propenso a acidentes. Não era incomum para mim perder de repente meu equilíbrio ao caminhar por um caminho pavimentado, como se alguém tivesse deslizado uma casca de banana na minha frente. Eu batia com força no chão, esfolando joelhos e cotovelos. Uma vez caí de um calçadão em minha bicicleta em um pântano, meu corpo moldando um contorno impressionante nos canaviais – como um personagem de desenho animado que correu através de uma parede.

Meu corpo era freqüentemente uma paisagem de contusões e crostas, enquanto a maioria dos meus pratos estavam condenados a quebrar em algum momento, causando consternação entre meus colegas de quarto. Os pratos eram apenas algumas das baixas de minha falta de jeito, pelas quais eu era às vezes desprezado e repreendido por professores, pais e namorados.

Mas nunca relacionei esta falta de jeito com a forma como minhas articulações e tendões pareciam tão frágeis quanto os vidros que eu às vezes estilhaçava: tornozelos que se torciam e torciam ao menor erro; pulsos que se estilhaçavam e inflamavam durante anos desde as primeiras tentativas de descer o cão durante uma aula de ioga introdutória; uma mandíbula que se deslocou parcialmente do simples ato de mastigar um chip de tortilha.

Estas incidências se tornaram menos raras e mais rotineiras com o passar do tempo, assim como mais severas.

Há cerca de seis anos, depois de ajudar um então namorado a mover um sofá até os três andares para nosso apartamento, eu não conseguia sair da cama por uma semana sólida.

Os discos nas minhas costas simplesmente desistiram, como uma caixa de donuts de geleia em que alguém se sentou. Lembro-me de meu ex me dizer que até mesmo sua mãe poderia ter realizado uma tarefa tão simples sem ferimentos, mas eu não poderia. Este tipo de desaprovação sobre meu corpo e suas idiossincrasias agora se presta ao distanciamento automático de minha parte. Se eu encontrar alguém que seja crítico sobre minhas deficiências físicas, espero não voltar a falar com ele.

Pistas para a razão de minha falta de jeito

Em anos mais recentes, meu corpo foi sitiado por uma dor incessante, generalizada e profunda, que me doía osso. Em particular, meu sacro e meus quadris sentiram como se tivessem sido infundidos com pedaços de vidro quebrados que moeram contra mim enquanto eu caminhava e esfregavam meu tecido macio cru com muito sentar. Os resultados das imagens revelaram uma grande laceração labral em meu quadril esquerdo, e uma coluna vertebral cheia de discos quebrados e quistos inchados com líquido espinhal.

Os fisioterapeutas sempre me perguntavam que acidente eu tinha tido ou que esportes agressivos eu praticava para suportar tantas lesões, mas eu só podia encolher os ombros e dizer que não havia nenhuma razão para eu poder verificar, que a vida estava simplesmente me afetando – embora mais pesada que parecia estar afetando a maioria dos outros, e em uma idade mais precoce do que muitas experiências.

O mistério resolvido

Por isso foi uma enorme validação quando finalmente visitei um geneticista no início deste ano, que revelou, após uma avaliação minuciosa de duas horas, que eu tinha o Tipo III de um distúrbio raro do tecido conjuntivo conhecido como síndrome de Ehlers-Danlos, ou SED. A SED é caracterizada por articulações hipermóveis e uma deficiência em colágeno (tecido conjuntivo) que resulta em dor e lesões repetidas. Este diagnóstico não só é responsável pela minha falta de jeito e muitos dos danos corporais que tenho acumulado ao longo dos anos, mas também ajuda a explicar algumas das minhas enxaquecas e as frequentes erupções cutâneas, os problemas que tenho para regular minha temperatura corporal, e meus problemas intestinais e bexiga.

Enquanto eu estava aliviado no diagnóstico, eu também estava ressentido. Nos últimos anos, tenho incomodado os médicos com minha dor crônica e muitas vezes incapacitante. Meu geneticista me disse que muitas vezes leva em média de 10 a 20 anos para receber um diagnóstico de SED, com muitas pessoas não recebendo um diagnóstico preciso até os 40 anos. Como em muitas condições médicas, a SED tem um impacto desproporcional nas mulheres.

Estabanado! Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação
Estabanado! Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação

Isto pode explicar o atraso na obtenção de um diagnóstico e tratamento adequados, já que estudos têm demonstrado repetidamente que a comunidade médica não é tão educada – e, portanto, muito mais provável que diagnostique mal e desconsidere – as questões de saúde que impactam as mulheres. Minha geneticista me disse que muitas das mulheres que ela havia diagnosticado tinham, em algum momento, tentado o suicídio para conseguir o fim de seu sofrimento, tanto o sofrimento físico do distúrbio quanto o sofrimento emocional de ter sua dor ignorada e até mesmo questionada por anos ou décadas.

Agora que finalmente tenho um diagnóstico adequado, tomei a iniciativa necessária para administrar melhor o distúrbio e seus sintomas, inclusive evitando certas atividades e implementando auxílios para estabilizar e proteger minhas articulações.

Como a SED não é uma doença amplamente compreendida ou conhecida, minha maior esperança é que minha experiência possa oferecer um guia para outros pacientes que suspeitam que há mais do que se vê quando se trata de sua dor crônica.

? Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)!

https://willianrezende.com.br/emocoes

A síndrome de hipermobilidade, conhecida previamente como “frouxidão ligamentar”, constitui um conjunto de sinais de sintomas clínicos em que o paciente consegue realizar movimentos mais amplos que o normal nas articulações, principalmente mãos, ombros e joelhos. Ela ocorre por alteração na produção de colágeno, e pode estar associada a síndromes nas quais isto ocorre com maior frequência.

O que é colágeno?
O colágeno é uma proteína presente em uma grande quantidade de tecidos, como pele, tendões, ligamentos, cartilagens e ossos. Em pacientes com a síndrome de hipermobilidade articular, ocorre um defeito na produção do colágeno, fazendo com que todos estes tecidos sejam mais distensíveis e permitindo uma maior mobilidade das articulações.

Qual a causa da hipermobilidade articular?
A alteração na produção de colágeno é genética, ou seja, existe uma mutação no gene que codifica essa proteína. É importante salientar que os pais podem ter os genes mas não manifestarem a doença.

Muitos desses genes alterados já são conhecidos há muito tempo, e possuem nomes, como síndrome de Marfan e de Ehlers-Danlos, que se caracterizam ainda por alterações em outros locais, como coração e vasos sanguíneos.

Sabe-se que a síndrome de hipermobilidade benigna, que é o nome dado àqueles casos mais leves e sem diagnóstico preciso, é mais comum em mulheres, e se manifestam mais fortemente antes da idade adulta.

A hipermobilidade pode ser notada em jovens e adolescentes, podendo haver outras alterações durante o processo de crescimento, por exemplo, com assimetria entre os membros e o tronco.

A dor é uma queixa comum nestes pacientes. Alguns estudos mostram que pacientes com aumento da amplitude de movimento estão sujeitos a uma maior incidência de dor ao redor das articulações. As teorias são que isso ocorre tanto pela menor resistência dos tecidos quanto por permitir contato em regiões mais periféricas das articulações (menor propriocepção).

Neste vídeo:

– O que é síndrome de Hipermobilidade ligamentar;
– O que é frouxidão ligamentar;
– Como saber se tem Hipermobilidade;
– Tratamento para síndrome de hipermobilidade;
– hipermobilidade e ansiedade;
– hipermobilidade e procrastinação;
– treino de propriocepção para hipermobilidade e muito mais, fique comigo nesse vídeo.

? Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)!
https://willianrezende.com.br/emocoes

Me acompanhe nos outros canais:

Site: http://willianrezende.com.br/
Facebook: http://facebook.com/neurologiahoje
LinkedIn: http://linkedin.com/in/willian-rezend…
E-mail: faleconosco@willianrezende.com.br

Inscreva-se no canal para saber tudo sobre neurologia, Parkinson, insônia, dor miofascial, apneia do sono, Alzheimer, esclerose múltipla, epilepsia, AVC, dor de cabeça e muito mais.

– Veja outros vídeos do canal:

Neurologista – Para Que Serve o Neurologista

Epilepsia – O Que é Epilepsia

Alzheimer – Quais São os Primeiros Sintomas do Alzheimer

Saliva – Porque Eu Tenho Muita Saliva – Sialorreia

Parkinson – O Que é Mal de Parkinson

Tremor no Olho – Porque Meu Olho Treme

Epilepsia – Como Curar Epilepsia

Sequelas do AVC – Como Tratar as Sequelas do AVC

Insônia – Como Acabar Com a Insônia

Pernas Inquietas – Como Aliviar Síndrome das Pernas Inquietas

Síndrome De Hipermobilidade Ligamentar e Procrastinação

#HipermobilidadeLigamentar
#Procrastinação
#WillianRezende
#Neurologista
#Neurologia

ATENÇÃO

Conteúdo informativo, não substitui médico

Este conteúdo possui caráter informativo e não substitui o diagnóstico feito em consulta médica.
Em caso de dúvidas ou aparecimento de sintomas mencionados neste artigo procure um profissional de saúde qualificado para obter um diagnóstico preciso.
Lembre-se a automedicação pode ocasionar graves complicações.


OPINIÃO

ABCTudo Paulista

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interação de fatos e dados.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ABCTudo/IT9.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Crie seu WebSite com quem tem Experiencia

Clique no botão ao lado e conheça a iT9 Marketing

Lugares para Viajar

Uber e Trombose: O Perigo Invisível Ronda Motoristas de App

Uber e Trombose: Imagine passar horas ao volante, buscando sustento para sua família, sem saber que um perigo silencioso se esconde nas sombras da...

Leia também

Uber e Trombose: O Perigo Invisível Ronda Motoristas de App

Uber e Trombose: Imagine passar horas ao volante, buscando sustento para sua família, sem saber que um perigo silencioso se esconde nas sombras da sua rotina. Motoristas de aplicativo, como os milhares que circulam pelo Grande ABC Paulista e...

Reforma do Mercado Municipal do Rudge Ramos: Saúde Acessibilidade

Mercado Municipal do Rudge Ramos: Reforma Urgente Traz Esperança e Melhorias para a Saúde PúblicaSão Bernardo do Campo, 12 de julho de 2024 – O Mercado Municipal Hélio Masini, um dos pontos mais tradicionais e movimentados de São Bernardo...

Ribeirão Pires: Testes Gratuitos de Hepatite em Julho Amarelo

Hepatites Virais: Ribeirão Pires Intensifica Campanha de Conscientização e Testagem Gratuita em Julho AmareloRibeirão Pires, cidade modelo na luta contra as hepatites virais, reforça ações de conscientização e prevenção em julho, oferecendo testes gratuitos em todas as Unidades de...

Publique sua notícia no ABCTudo

Tenha seu artigo publicado. Estudante de Jornalismo? Entre em contato