Abctudo 2024
Abctudo 2024
InícioMédico do SonoCovid-19 em Pessoas com Esclerose Múltipla (Coronavírus)

Covid-19 em Pessoas com Esclerose Múltipla (Coronavírus)

Covid-19 em Pessoas com Esclerose Múltipla (Coronavírus): A Esclerose Múltipla é uma Doença incapacitante que afeta o cérebro e a medula espinhal. Geralmente piora com o tempo. Covid-19 em Pessoas Com Esclerose Múltipla

Covid-19 em Pessoas Com Esclerose Múltipla (Coronavírus)

Neste vídeo eu falo sobre a relação de esclerose múltipla e o covid-19, o novo coronavírus. A corrente pandemia do Covid-19 está levando as pessoas com essas doenças autoimunes, como a esclerose múltipla, principalmente aquelas em tratamento imunomodulador ou imunossupressor, a questionar se seus organismos são competentes para lidar com uma possível infecção pelo vírus.

Eu apresento os dados de um estudo do Lancet Neurology que avaliou 250 pacientes italianos com esclerose múltipla que tiveram covid-19. O estudo mostrou que 96% desses indivíduos infectados tiveram apenas sintomas leves a moderados da doença e que terapias imunomoduladoras de diversos tipos que os pacientes tomavam, os injetáveis orais ou biológicos intravenosos, não agravaram a evolução da doença, além disso, apenas cinco pacientes vieram a falecer com o Covid-19.

Esclerose Múltipla é uma Doença incapacitante

A Esclerose Múltipla é uma Doença incapacitante que afeta o cérebro e a medula espinhal. Geralmente piora com o tempo.

As células nervosas estão rodeadas por uma camada de isolamento chamada mielina. A mielina ajuda a transmitir os impulsos nervosos. Na esclerose múltipla, a bainha de mielina fica inflamada ou danificada. Isto perturba ou retarda os impulsos nervosos e deixa áreas de cicatrizes ao longo dos nervos. A esclerose múltipla também pode danificar as próprias células nervosas, não apenas o seu revestimento de mielina.

Existem diferentes tipos de esclerose múltipla, e elas seguem padrões diferentes.

  • Relapsing-Remitindo a Esclerose Múltipla
    • Este é o tipo mais comum de esclerose múltipla. Relapsing significa que os sintomas vêm e vão. Episódios durante os quais os sintomas pioram repentinamente são chamados de recaídas, ataques, ou flare-ups. As recidivas podem durar de dias a semanas. Eles são seguidos por remissões, ou períodos de recuperação. Durante as remissões, muitas pessoas com EM se sentem próximas do normal.
  • Esclerose Múltipla Progressiva Secundária
    • Cerca da metade das pessoas com esclerose múltipla recorrente acaba entrando em uma fase secundária. Os danos cerebrais e da medula espinhal vão se agravando gradualmente, mas de forma constante. Como resultado, os sintomas gradualmente, mas de forma constante, pioram.
  • Esclerose Múltipla Progressiva Primária
    • Os sintomas pioram gradual e continuamente desde o início, sem períodos de recidiva ou remissão.
  • Recidiva Progressiva da Esclerose Múltipla
    • Os sintomas pioram de forma constante e há também surtos.

As indivíduos que vieram a falecer também eram portadores de outras comorbidades como hipertensão e diabetes, as quais estão mais relacionadas com um desfecho negativo. Além disso, os dados mostraram que o número de surtos de esclerose múltipla não aumentou por conta da infecção e também o número de infectados nesse grupo específico de pacientes proporcionalmente não é maior do que o da população em geral.

Sintomas da Esclerose Múltipla

O primeiro sintoma da esclerose múltipla é muitas vezes a visão embaçada ou dupla.

Outros sintomas comuns incluem:

  • Nem todas as pessoas com esclerose múltipla vão experimentar todos estes sintomas. A maioria das pessoas tem apenas alguns deles. músculos fracos, rígidos ou rígidos.
  • Espasmos musculares dolorosos
  • Problemas para caminhar
  • Formigamento ou dormência nos braços, pernas, tronco ou rosto
  • Dificuldade em manter o equilíbrio
  • Problemas de pensamento e memória
  • Problemas para falar
  • Vertigem
  • Fadiga mental ou física
  • Tremor
  • Depressão
  • Risos ou choros inapropriados, sem relação com o humor
  • Problemas para controlar os movimentos da bexiga ou intestinos
  • Disfunção erétil.
  • Diagnóstico de esclerose múltipla
  • Nenhum teste pode diagnosticar esclerose múltipla. Se seus sintomas sugerem esclerose múltipla, você provavelmente precisará de vários testes para confirmar se você a tem ou para descartar como causa de seus sintomas.
  • Quanto Custa Fazer um Exame de Eletroneuromiografia SP

A ressonância magnética (RM) é um teste de imagem que utiliza ímãs poderosos e ondas de rádio para criar imagens do corpo. Os danos causados pela esclerose múltipla criam cicatrizes chamadas lesões no cérebro e na medula espinhal. Uma ressonância magnética pode detectar tais lesões. Embora a RM forneça informações importantes, pode não ser suficiente para confirmar que você tem esclerose múltipla.

Outros Exames que Você pode Precisar Fazer Incluem:

  • Potenciais evocados. Este exame mede a rapidez e precisão com que seu sistema nervoso responde a certos tipos de estimulação.
    punção lombar (punção lombar). O líquido espinhal pode conter proteínas e células inflamatórias associadas à esclerose múltipla.
  • Às vezes é importante para você e seu médico ver como seus sintomas ou resultados de teste mudam com o tempo antes de fazer um diagnóstico de esclerose múltipla.

Se você tem esclerose múltipla ou conhece alguém que tenha essa doença, assista este vídeo para entender melhor como é a infecção do covid-19 em pacientes com esclerose múltipla.

Me acompanhe nos outros canais:

Site: https://willianrezende.com.br/
Facebook: http://facebook.com/neurologiahoje

Inscreva-se no canal para saber tudo sobre neurologia, parkinson, insônia, dor miofacial, apneia do sono, alzheimer, esclerose múltipla, epilepsia, AVC, dor de cabeça e muito mais.

– Veja outros vídeos do canal:

Neurologista – Para Que Serve o Neurologista

Epilepsia – O Que é Epilepsia

Alzheimer – Quais São os Primeiros Sintomas do Alzheimer

Saliva – Porque Eu Tenho Muita Saliva – Sialorreia

Parkinson – O Que é Mal de Parkinson

Tremor no Olho – Porque Meu Olho Treme

Epilepsia – Como Curar Epilepsia

Sequelas do AVC – Como Tratar as Sequelas do AVC

Insônia – Como Acabar Com a Insônia

Pernas Inquietas – Como Aliviar Síndrome das Pernas Inquietas

Covid-19 em Pessoas Com Esclerose Múltipla (Coronavírus)
https://youtu.be/fgpHzo1YdQU

#EscleroseMúltipla
#Esclerose
#Covid-19
#Covid19
#Neurologia


OPINIÃO

ABCTudo Paulista

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interação de fatos e dados.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ABCTudo/IT9.

spot_img

Crie seu WebSite com quem tem Experiencia

Clique no botão ao lado e conheça a iT9 Marketing

Lugares para Viajar

Descubra Porque se Hospedar na Praia Grande

Ao planejar momentos de lazer no litoral de São Paulo, cada vez mais pessoas estão escolhendo se Hospedar na Praia Grande. E o fato...

Leia também

Higiene Íntima na Menopausa e os Cuidados Necessários

A Menopausa é uma Fase da vida das Mulheres caracterizada pelo declínio na produção dos hormônios femininos, com destaque para o estrogênio. Essa queda hormonal costuma originar uma série de problemas ginecológicos, incluindo a ausência de lubrificação e o...

Convulsão ou Crise Epiléptica – Como Diferenciar – Neurocirurgião Dr Victor Barboza

Convulsão ou Crise Epiléptica: Muitas pessoas acreditam que Convulsão ou Crise Epiléptica tratam-se da mesma situação. No entanto, a ocorrência de convulsão não necessariamente está relacionada à epilepsia: a cada 10 pessoas que sofrem de crises convulsivas, apenas uma...

Espasmo Hemifacial – Neurocirurgião Dr Victor Barboza

O espasmo hemifacial trata-se de um tipo de distonia que provoca contrações involuntárias e indolores dos músculos de um dos lados do rosto (raramente nos dois lados). O espasmo hemifacial ocorre devido a uma disfunção do 7º nervo craniano,...

Publique sua notícia no ABCTudo

Tenha seu artigo publicado. Estudante de Jornalismo? Entre em contato