Visitantes do CDP de Santo André Escondem Entorpecente em Pedaços de Carne

Visitantes do CDP de Santo André: A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que, no último sábado (21) os servidores do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André, unidade administrada pela Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro), apreenderam entorpecente escondido em meio a alimentos.

Visitantes do CDP de Santo André

O fato ocorreu durante o procedimento normal e corriqueiro de revista mecânica de alimentação os agentes de segurança penitenciária apreenderam entorpecente análogo à maconha escondido em pedaços de carne.

O recipiente com a alimentação e os entorpecentes era levado por uma visitante. O Boletim de Ocorrência do flagrante foi registrado no 1° Distrito Policial do município.

CDP – Centro de Detenção Provisória

Visitantes do CDP de Santo André Escondem Entorpecente em Pedaços de Carne

Casos assim, são mais comuns do que parece. Basta uma rápida procura no nosso amigo de sempre o Gigante de Buscas Google. Veremos, que, os “coitados” da sociedade. Tem o auxilio bem apurado do lado de fora.

Visitantes de presos escondem drogas em pedaços de linguiça e nas nádegas

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo informou, nesta quarta-feira (26), que houve apreensão de entorpecentes com duas familiares de presos no último sábado (22), em unidades distintas da região.

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de São José dos Campos, a companheira de um detento foi flagrada ao tentar levar para dentro da unidade porções de maconha escondidas em alimentos. A jovem, de 18 anos, camuflou a droga dentro de pedaços de linguiça. O fato foi descoberto durante procedimento de revista manual dos agentes penitenciários. Ao todo, havia 46 gramas de maconha.

TREMEMBÉ

Na Penitenciária I de Tremembé, a irmã de um sentenciado chamou a atenção da equipe de segurança ao passar pelo Scanner corporal. A mulher, de 27 anos, apresentou uma imagem estranha passava pelo equipamento. Ao ser questionada, admitiu estar portando droga entre as nádegas. De forma espontânea, a visitante retirou de si um invólucro que continha aproximadamente 24 gramas de maconha.

Cdp Santo Andre 2

Ambas as mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia e tiveram os nomes suspensos do rol de visitas da SAP.

As direções das unidades prisionais registraram Boletim de Ocorrência e comunicaram os fatos à Vara de Execuções Criminais, além de instaurarem Procedimento Disciplinar Apuratório.

Mãe tenta levar Maconha em Pedaços de Carne para Filho em Cadeia e acaba Detida

Droga foi encontrada durante visitação em penitenciária de Marília. Outra mulher foi presa com entorpecentes nas partes íntimas.

Dois casos de apreensão de drogas com visitantes foram registrados na penitenciária de Marília (SP). No último sábado (27), agentes penitenciários apreenderam 150 gramas de maconha escondidos em pedaços de carne. A “refeição” havia sido feita por uma mãe que foi visitar o filho detido.

No outro caso, registrado no domingo (28), uma visitante demonstrou nervosismo excessivo ao ser revistada pelos agentes. Logo depois, confessou que estava com maconha, cocaína e bilhetes introduzidos em suas partes íntimas. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), ambas foram encaminhadas à delegacia, onde permaneceram detidas até a audiência de custódia.

Idosa de 62 anos é Presa ao Entrar com Marmita ‘Recheada de Maconha’ em Penitenciária

Senhora idosa de 62 (sessenta e dois) anos, foi identificada como D.S.M., foi presa em flagrante na manhã desta sexta-feira (20/09/2019). Ela tentava entrar na Penitenciária Central do Estado de Cuiabá, com porções de maconha entre os bifes dentro de uma marmita.

De acordo com a Polícia Judiciária Civil, a idosa é visitante do raio três e durante revista da refeição, os agentes penitenciários encontraram os pedaços de entorpecente que estavam acondicionados entre as carnes.

A prisão foi uma ação integrada do Sistema Prisional e da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE). Diante da situação, a equipe da DRE foi acionada e a suspeita conduzida até a especializada, onde após ser interrogada foi lavrado o flagrante. A idosa deverá responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Outra Apreensão

Os agentes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) que atuam na Penitenciária Central do Estado (PCE) desde o dia 12 de agosto, quando foi iniciada a ‘Operação Agente Douglas’, com o objetivo de restabelecer a ordem e realizar uma reforma no local, encontraram nesta quarta-feira (18), após as primeiras visitas na unidade, novos chips, aparelhos celulares e até tinta dentro de tubos de creme dental para que os presos escondessem os buracos feitos na parede.

No primeiro procedimento de rotina realizado após as visitas do último fim de semana, foram encontrados chips, aparelhos celulares e buracos dentro de celas do raio três da unidade. Além disto, os agentes também descobriram que foram colocadas quantidades de tinta dentro de tubos de creme dental para que os detentos pudessem fazer os buracos nas paredes recém-pintadas e cobri-los.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies