Enchente em Santo Andre Grande ABC
Enchente em Santo Andre Grande ABC
Santo André 30 anos de Enchentes
5 100% 28 votos

Record TV exibiu uma Reportagem que mostrou os problemas sempre normais enfrentados por moradores da Vila Metalúrgica, em Santo André, que há mais de 30 anos sofrem com as enchentes, principalmente na época do verão. Mas que, faz parte do bairro da Villa Palmares, Vila Pires, Vila Humaitá entre vários outros no Grande ABC Paulista.

Santo André 30 anos de Enchentes

O Centro da cidade também é afetado. Estação de trem da CPTM, tem o fluxo paralisado quase todos os verões. Enchentes são conhecidas também na região. População, sofre, tanto para ir, quanto para voltar do trabalho, escola e até para passeios. Seja ao shopping ou aos parques da cidade.

Prefeitura de Santo André

Moradores da região e de diversos pontos da cidade, ponderam que, contactar a prefeitura é em vão. Já que pouco caso é normal por parte do órgão publico.  “A Prefeitura de Santo André já foi acionada por diversas vezes, mas não deu resposta até o momento ou apresentou qualquer solução para os alagamentos.” cita morador da cidade a mais de 45 anos.

Assista, no vídeo publicado em uma rede social, logo abaixo o vídeo com a matéria da reportagem até então na íntegra!

No último dia 18/01/2019, as chuvas que atingiram a cidade de Santo André em diversos bairros e até a cidade vizinha São Bernardo do Campo. Na região da grande São Paulo, muito próximo a capital paulista, veio para prejudicar e causar o transbordamento de um córrego, vários pontos de alagamento e enchentes. Além de quedas de árvores e algumas reclamações de falta da Energia por pontos isolados da cidade. A zona sul da capital São Paulo também foi uma das mais afetadas pela panta cada de chuva.

Centro de Gerenciamento de Emergências

Consultado via website na internet o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, o Ribeirão dos Meninos, no Ipiranga, na divisa com São Caetano do Sul no Grande ABC Paulista, teve seu fluxo aumentado e não aguentou o aumento repentino de água e transbordou às 17h10 no horário de brasília. Outras áreas como as regiões sul, sudeste e a Marginal do Pinheiros chegaram a entrar em estado de atenção para alagamentos.

Corpo de Bombeiros

Maria Luzinete, de 63 anos, estava com uma neta no carro, foi socorrida, mas não resistiu; sua neta segue internada; um homem que estava de bicicleta morreu afogado

Mesmo antes do relógio apontar 18 horas, o Corpo de Bombeiros divisão da PM já havia registrado um total de 14 chamados para inundações, alagamentos e enchentes, 13 pontos com árvores ao chão, colocando em risco a população ou não. Uma queda de um muro.

No momento que a matéria e o artigo foi finalizado, nenhum relato de qualquer tipo de vítimas graves ou fatais havia sido registrado.

Aeroporto de Congonhas em São Paulo

Rajadas de vento de 56km/h foram registradas pelo CGE no Aeroporto de Congonhas, na zona sul.

Santo André, no ABC Paulista

O município mais afetado pelas chuvas da Sexta-feira!

No total o Corpo de Bombeiros recebeu 118 chamados para atuar em enchentes ou alagamentos por toda a cidade. Destes chamados 99% foram de cidades do ABC. Em um Total de 117 chamados.

As chuvas que caíram na tarde da sexta-feira na Região Metropolitana de São Paulo causaram alagamentos de ruas e avenidas e levaram à morte de duas pessoas em São Bernardo do Campo. Houve ainda 30 ocorrências de queda de árvore.

Os bombeiros informaram que às 19h24 no horário de brasiliria, foram acionados para uma ocorrência de afogamento na Praça Samuel Sabatine, no centro de São Bernardo, mas que, quando chegaram lá, o óbito já havia sido constatado. Não foi revelada a identidade da vítima. Segundo informações preliminares ele estava andando de bicicleta e morreu afogado.

A Prefeitura da Cidade SBC

Em nota, a prefeitura da cidade confirmou o caso e disse ter mobilizado equipes da Defesa Civil, da Guarda Municipal e do Departamento de Trânsito para

“minimizar os danos causados pela fortíssima chuva”.

Motociclista se segura em muro em Santo André, no ABC Paulista

Já no dia seguinte ao que parecia um grande caos ao ABC Paulista, Sábado 19/01/2019, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) confirmou a segunda morte. Maria Luzinete, de 63 anos, estava com uma neta no carro.

As duas foram socorridas a um hospital da região, mas a avó não resistiu. A neta segue internada no Hospital Neonatal de São Bernardo do Campo.

Em razão das chuvas, uma casa desabou em Mauá, mas a ocorrência não deixou feridos.

Santo André, Cidade mais Afetada

Em Santo André, cidade mais afetada, motoristas ficaram ilhados com enxurradas nas ruas. Um homem, uma mulher e uma criança tiveram de ser resgatados de um caminhão com auxílio de um helicóptero da Polícia Militar.

Helicóptero resgata vítimas de enchente em Santo André, no ABC Paulista

Onde está a defesa Civil para fechar a rua Lauro Muller e adjacentes, os caminhoneiros e motoristas de ônibus não tem o menor respeito pela população que já sofrem com a enchentes e passam sem se preocupar se a água vai invadir as casas.

A situação na região fez com que a direção da Universidade Federal do ABC (UFABC) cancelasse as aulas do período noturno nos dois campus, de Santo André e São Bernardo do Campo. Toda a área da capital ficou em estado de atenção para alagamentos, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

Previsão

O CGE aponta que o fim de semana deve ter mais chuvas e declínio da temperatura. Para o sábado, a previsão é de que o dia comece com sol entre nuvens e tempo abafado.

Os termômetros devem variar entre 19°C e 28°C. As chuvas devem diminuir gradativamente no domingo, quando as temperaturas devem variar de 18ºC a 24ºC.

Com informações são do jornal O Estado de S. Paulo.