Tolerância Estacionamento Rotativo

Dúvidas sobre Cobrança, Danos Materiais, Extravios de Mercadorias ou Cargas são Algumas das Questões Relativas a Estacionamentos que deixado o consumidor bem exaltado e raivoso. Fazendo assim com que muita gente tenha tipo a ideia de procurar seus direitos. Indo direto, inclusive Levado muitos Consumidores ao Procon. Você tem direito sim! Veja e o Faça valer! Sempre.

Tolerância Estacionamento Rotativo Privado
Pode ou Não?!?

Orientações sobre Estacionamentos Copy

Assim, para evitar estes e outros problemas, valem algumas orientações sobre os direitos de quem utiliza esse serviço, que fique bem claro:

Seja o serviço Ele Pago ou Gratuito, em ambos os casos você tem seu direito.

Nas grandes áreas Comerciais principalmente das grandes cidades mas hoje em dia inclusive nas cidades do interior, é comum haver regulamentação de estacionamento rotativo junto ao meio-fio. Na Rua das Figueiras por Exemplo em Santo André, hoje o meio fio é todo Zona Azul (zona chamada de zona rotativa e paga)

Isso ocorre quando a Demanda por Vagas para Estacionar na Rua é muito grande. Surge de uma ideia para que fosse possível se criar uma maneira a se permitir que todo o cidadão tenha uma oportunidade e encontre um local ou uma vaga para estacionar seu veículo nessa área. Normalmente, próximo a um comercio que irá. Mas por exemplo em Santo André no Bairro Jardim, bairro em sua maioria Residencial. A cidade também implantou o tal rodízio pago. Chamado de Zona a Azul. Discutível a questão do rodízio ou se é só para arrecadar mesmo.

Embora muitos encarem a regulamentação e a cobrança de vagas para estacionar na via pública como um transtorno a mais, na realidade, ela tem seus benefícios.

Imagine que você, na situação: Onde precisa comprar um Medicamento e em seu Bairro ou Cidade tem apenas uma Farmácia. Aquela de bairro ou cidade pequena do interior mesmo. Assim sendo, ela não possui estacionamento privativo, reservado à seus clientes e fregueses.

Advocacia Previdenciária SP, Grande ABC Paulista e Brasil

Você pega o seu carro, está dirigindo em direção à farmácia, porem, quando passa na frente da Farmácia, o próximo passo é observar ao redor e procurar um local bom e agradável para deixar seu veiculo. Mas já a primeira vista não encontra nenhum local para deixar o automóvel.

Este quadro representado acima é bastante comum até mesmo em locais em que há estacionamento rotativo, é claro. Se você parar para pensar agora, será que vai demorar muito para lembrar a última vez que aconteceu algo parecido com você? isso se possui carro e dirige frequentemente é claro.

FALTA DE PRAZO DE TOLERÂNCIA PREJUDICA USUÁRIOS DE ESTACIONAMENTOS DA CAPITAL (13/08/2014 é hoje 2018)

Óbvio que não é o melhor dos mundos, mas seria ainda pior se não existisse, porque, como o nome já dá a entender, ele incentiva a rotatividade de veículos no local. Temos que lembrar que não é o seu caso claro, acredito com fé nisso. Mas muitos não respeitam o tempo e também tentam não pagar. Gerando novamente mais dificuldade. Por parte dos organizadores ou seja a prefeitura. Esta que não tem o dever de educar na rua. Apenas nas escolas.

Mas ai já estamos mudando de assunto, vamos voltar ao estacionário e as leis. Tanto para o pago quanto para os rotativos.

Tolerância Estacionamento Rotativo

Código de Defesa

A proteção e a segurança são direitos básicos previstos no Código de Defesa do Consumidor – CDC.. Em outras palavras, os fornecedores têm responsabilidade em relação aos vícios e defeitos apresentados na prestação do serviço.

Abril de 2019

Hoje, é comum ainda encontrar diversas placas e ou seja cartazes que retiram dizem que Responsabilidade dos Estacionamentos em Relação ao Veículo ou aos Objetos Deixados no seu interior ou seja dentro dele.

Mas vamos a lei: Pois Esses Avisos, estão lá apenas na tentativa de coibir e de tentar se omitir. Porém não têm qualquer Validade perante a lei e os Fornecedores não Podem ignorar os Direitos do Consumidor.

O artigo 14 do CDC Defende quem tem problemas nesses estabelecimentos, pois considera o fornecedor responsável pelo dano decorrente de um serviço ofertado. Pouco importa a tal placa! Alias, a minha ótica pessoal. Apenas a existência de tal meio de comunicação já se configura um CRIME! mas Brasil é outro assunto! nos mantemos firmes no assunto Estacionamento Rotativo seja Gratuito ou Pago!

Informação – Tolerância Estacionamento Rotativo

A informação também é um direito básico e deve ser disponibilizada de forma clara e acessível. Ao deixar o veículo no estacionamento, o consumidor deve receber um comprovante de entrega com a data e hora de recebimento, marca, modelo e placa do veículo; prazo de tolerância; e dados da empresa. Dessa forma, Tolerância Estacionamento Rotativo, está estabelecida a relação contratual e, no caso, de ocorrência problema, o consumidor poderá reclamar com base no Código de Defesa do Consumidor.

O ABCTudo Saúde é uma fonte de sabedoria e Tratamentos. Muitos profissionais médicos dizem informações vitais de como se cuidar. Acompanhe.

  1. O que faz um Neurologista SP

Caso tenha perdido o comprovante, o consumidor não pode ser penalizado e deve pagar apenas pelo tempo que o veículo permaneceu no local. É responsabilidade do estacionamento utilizar meios de marcação da entrada, mecânicos ou eletrônicos, e verificação de horários pelo sistema de monitoramento.Os estacionamentos gratuitos também estão sujeitos ao CDC. O estabelecimento comercial que oferece estacionamento a seus clientes, ainda que não cobre pelo serviço e não entregue comprovante, assume a obrigação de guarda do veículo, podendo ser responsabilizado por furto ou dano.

Valet Privado – Tolerância Estacionamento Rotativo

Os serviços de manobra e guarda de veículos, conhecidos como “serviços de valet” também são abrangidos pelo Código de Defesa do Consumidor. Em Curitiba, a lei municipal 12.136/2007 estabelece as normas e condições para o seu funcionamento.

Conforme a lei para Tolerância Estacionamento Rotativo, a prestadora do serviço precisa estar regularmente constituída e licenciada, possuir local adequado e seguro para o estacionamento dos veículos, pois é vedado o uso da via pública para esse fim.

Como os demais serviços de estacionamento, deve ter seguro para cobertura de incêndio, furto, roubo e colisão do veículo e seguro de percurso; emitir recibo e entregá-lo ao cliente para eventual comprovação futura de sua utilização. No comprovante devem constar dados da empresa prestadora do serviço e do estabelecimento contratante; data e horário do recebimento e da entrega do veículo; dados do veículo e também a informação de que a prestadora do serviço de valet e o estabelecimento contratante são solidariamente responsáveis por infrações de trânsito ou qualquer dano causado ao veículo e a terceiros.

Informações sobre valor cobrado pelo serviço, endereço e croqui de localização do estacionamento devem estar afixadas em local de fácil visualização.

A lei municipal obriga a contratação de motoristas habilitados para a condução de veículos automotores na categoria profissional “B” e que eles devem se apresentar uniformizados e identificados. A fiscalização do cumprimento da lei é da esfera da autoridade municipal.

Se o consumidor tiver dúvidas, pode contatar o Procon-PR pelo 0800-411512, encaminhar um e-mail pelo portal www.procon.pr.gov.br. Para abrir uma reclamação, deve se dirigir à Rua Emiliano Perneta, 47, no centro de Curitiba, munido de seus documentos pessoais e do comprovante do estacionamento

 

1 comentário
  1. João Silva Abct Diz

    Embora muitos encarem a regulamentação e a cobrança de vagas para estacionar na via pública como um transtorno a mais, na realidade, ela tem seus benefícios.

    Imagine que você precisa comprar um medicamento e apenas uma farmácia do seu bairro ou cidade o possui. Ela não possui estacionamento privativo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies