Neurocirurgia

Os Neurocirurgiões tem liderado a incorporação de novas tecnologias de diagnóstico, avaliação e tratamento de doenças complexas do sistema nervoso. O neurocirurgião não faz somente cirurgia, ele também orienta tratamento clínico que incluí prevenção, diagnóstico, avaliação, tratamento de doenças neurológicas em conjunto com outros profissionais. Alguns Neurocirurgiões dedicam um ou dois anos adicionais para treinamento em Áreas de Atuação.

Neurocirurgiões só fazem cirurgias no Cérebro?

Os neurocirurgiões são muito mais de que meramente simples cirurgiões do cérebro. Eles são especialistas e são treinados muito no atendimento de emergência e também reabilitação de doenças neurológicas. Por possuir treinamento extensivo no diagnóstico de doenças neurológicas, é frequentemente chamado para atender na emergência em conjunto com outros profissionais da medicina.

Neurocirurgião: Qual é a sua Função?

Saiba o que faz um Neurocirurgião em Dr Victor Barboza Neurologista.

Qual a diferença entre neurologista e neurocirurgião?

Apesar de as duas especialidades trabalharem diretamente com o sistema nervoso central, o neurologista clínico e o neurocirurgião abordam diferentes aspectos das doenças neurológicas.
O neurologista trata as doenças clinicamente, portanto, possui grande conhecimento a respeito dos medicamentos, seus mecanismos de ação e interações.
Já o neurocirurgião atua principalmente nas doenças do sistema nervoso que necessitam de tratamento cirúrgico e o foco do seu estudo está em métodos cirúrgicos, ao invés do manejo de fármacos neurológicos.

Neurocirurgião: Qual é a sua Função?

Quais as doenças que o neurologista trata?

 

Neurocirurgiões são mais do que cirurgiões neurológicos. Estes especialistas são treinados para auxiliar pacientes com traumas cranianos e espinhais, doenças cerebrovasculares como aneurismas intracranianos, dores crônicas da coluna vertebral, defeitos neurológicos na infância, tumores cerebrais e da medula espinhal e anormalidades dos nervos periféricos (face, braços, pernas, mãos e pés).

Doenças comumente tratadas pelo Neurocirurgião:

  • Doenças da Coluna Vertebral
    • Dor lombar (lombalgia)
    • Hérnia de disco
    • Espondiloartrose (artrose da coluna)
    • Doenças da Coluna Cervical
    • Estenose de canal vertebral
    • Meningomielocele
    • Espinha Bífida
    • Lesões da medula espinhal
    • Tumores da Medula Espinhal
  • Doenças do Crânio e Encéfalo
    • Tumores Intracranianos (Cerebrais)
    • Tumores da Hipófise
    • Aneurismas Intracranianos (Cerebrais)
    • AVC (Acidente Vascular Cerebral / Derrames)
    • Trauma craniencefálico
    • Cranioestenoses
    • Epilepsia
    • Hidrocefalia
    • Neuralgia do Trigêmeo
  • Doenças dos Nervos Periféricos
    • Síndrome dos Túnel do Carpo
    • Lesões do Plexo Braquial
    • Lesões de Nervos Periféricos
    • Tumores de Nervos Periféricos

Quais Exames o Neurocirurgião Solicita?

Dentro de uma consulta, o neurocirurgião desenvolve uma rigorosa entrevista com o paciente, seguida de alguns exames clínicos, como a avaliação de reflexos, equilíbrio, força e sinais vitais.

Além disso, ele pode solicitar exames laboratoriais, eletroencefalograma, doppler transcraniano, eletromiografia, angiografia cerebral, tomografia ou até mesmo ressonância magnética, que são importantes para identificar a necessidade de cirurgia ou de tratamento clínico.

Quais Medicamentos o Neurocirurgião Prescreve?

O tratamento neurológico é realizado com psicofármacos: medicamentos que atuam corrigindo desequilíbrios bioquímicos no sistema nervoso, restabelecendo as funções nervosas, físicas ou psíquicas.

Outras classes de medicamentos também podem ser indicadas, como analgésicos, anticonvulsivantes, antipsicóticos ou até mesmo relaxantes musculares e vitaminas, dependendo do diagnóstico.

Quando é necessário procurar um neurologista?

Fazer um Diagnostico de uma doença breve e de preferencia logo no início, pode ser o vital e em certos casos determinante para a possível cura. Por este detalhe, tenha um atenção redobrada aos seguintes sintomas que indicam a necessidade consultar um neurocirurgião:

• dor de cabeça (cefaléia),
• dores na coluna (lombalgia, cervicalgia…)
• desmaios e crises epilépticas (epilepsia),
• formigamentos (parestesias) e outras alterações da sensibilidade,
• perda de força (paralisias, plegia ou paresia),
• alterações visuais (perdas visuais, visão dupla, pontos luminosos) e alterações da fala (gagueira, afasia),
• alterações do estado mental (confusão, agitação), perda de memória,
• tonturas, alterações do equilíbrio e marcha,
• movimentos involuntários (tremores, tics),
• distúrbios do sono (falta de sono ou sono em excesso),
• déficit de atenção,
• alteração do humor (irritabilidade, depressão),
• ansiedades (medos, fobias, pânico, preocupações excessivas

Estes sintomas descritos na lista apresentada acima são apenas uma forma de indicar o momento certo de procurar ajuda, mas é de conhecimentos de todos que a medicina preventiva ainda é o melhor remédio. Incluir uma consulta com o médico neurocirurgião no seu check-up ajuda a garantir a saúde do seu sistema nervoso.

Neurocirurgião Facebook

A avaliação de um profissional neurocirurgião é de extrema importância para entender ou se descartar a possibilidade de tratamento cirúrgico de certas doenças. Após isso, o seguimento de algumas doenças pode ser realizado por outros especialistas como o neurologista, reumatologista, endocrinologista, otorrinolaringologista, entre outros.

Alguns Exemplos, saiba mais em:

Conheça o Dr Victor Barboza – Neurocirurgião
Para marcar consulta ligue para (11) 3628 2198

Neurocirurgião: Qual é a sua Função?
5 100% 67 votes